Foto - Boeing/Divulgação

A Norwegian e a Southwest anunciaram seus dados financeiros recentes, incluindo uma contabilização do prejuízo que registraram até o momento com a paralisação dos jatos 737 MAX, que perdura desde o dia 12 de março.

A Norwegian divulgou que pode perder até 500 milhões de coroas norueguesas (45 milhões de libras) com os cancelamentos, que se estenderão pelo menos até julho. No total a companhia tem 18 aviões da família 737 MAX na sua frota.

O prejuízo é de pelo menos 16,40 libras esterlinas, ou R$ 87, por cada passageiro que a companhia deixa de transportar pela falta do 737 MAX na sua frota.

A companhia também declarou que até resolver essa questão com a Boeing, ainda em 2019, a empresa pode ter seu plano de recuperação alterado, impossibilitando lucros neste ano.

No 1º trimestre de 2019 a Norwegian teve um prejuízo de £ 133,7 milhões.

O executivo-chefe da Norwegian, Bjorn Kjos disse: “Há um ditado que você deve esperar o melhor e planejar o pior, por isso estamos planejando ter [o avião Max] no solo durante todo o mês de agosto”.