Circulam na internet imagens mostrando o Y-20U, nova versão de reabastecimento em voo do jato de carga Xi’an Y-20 da Força Aérea do Exército de Libertação Popular da China (PLAAF). A aeronave pode ser reconhecida pelos pods que carregam as mangueiras para transferência de combustível, montados nas pontas das asas. No vídeo, o jato é acompanhando por um caça da Família Flanker, possivelmente um Su-30, J-11 ou J-16. 

Além do vídeo, o especialista em aviação militar chinesa, Rupprecht Deino, postou fotos originalmente publicadas na rede social Weibo, mostrando a operação. Apesar da baixa qualidade das imagens, uma mangueira pode ser vista estendida pelo pod da asa esquerda do avião. 

Pouco se sabe sobre a nova versão, mas acredita-se que dois aviões foram entregues à PLAAF para testes. Ambos seriam protótipos do Y-20 convertidos para a nova missão. Capaz de transportar 66 toneladas, o Y-20 é o maior avião militar desenvolvido e fabricado na China, com 47 metros de comprimento e 50 de envergadura.

O jato usa quatro motores Soloviev D-30KP-2, os mesmos usados no Il-76, mas a China já trabalha no desenvolvimento de motores mais potentes. Além da versão de reabastecimento, a China também estaria desenvolvido a versão KJ-3000 para alerta antecipado e controle. 

Segundo o portal Flightglobal, a China possui 17 jatos Y-20 em serviço. O portal também afirma que a capacidade de reabastecimento em voo da PLAAF é vista como uma fraqueza, já que a força só tem três Il-78 e 24 H-6U em serviço. 

DEIXE UMA RESPOSTA