SpaceX Starlink Elon Musk
Falcon 9 com Starlinks. Foto: SpaceX

Dois novos satélites da Força Aérea Brasileira (FAB) serão levados ao espaço ainda neste mês pela SpaceX. Os instrumentos de origem finlandesa fazem parte do Projeto Lessonia e serão usados para sensoriamento remoto. 

A informação foi revelada na manhã de ontem (23) pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro Carlos de Almeida Baptista Junior, em um evento com a imprensa. Durante o Café da manhã com o Comandante, Baptista Jr. falou sobre o andamento de diversos projetos estratégicos da FAB, incluindo os dois mais importantes: o cargueiro tático KC-390 e o caça multifunção F-39 Gripen. Saiba mais clicando aqui

Satélite iceye FAB
Imagem: Iceye/Divulgação.

Os dois satélites de sensoriamento remoto radar (SRR) de órbita baixa foram fabricados pela Iceye da Finlândia. Foi a companhia que assinou o lançamento dos materiais com a SpaceX do bilionário Elon Musk, e não a Força Aérea. Desta forma, a operação não tem qualquer relação com a recente visita de Musk ao Brasil, onde até mesmo recebeu uma medalha do governo. 

O contrato entre FAB e Iceye foi assinado em 2019. Segundo o Brigadeiro, os satélites do Sistema Lessonia ainda passarão por ajustes e estarão operacionais em novembro, sendo controlados pelo Centro de Operações Espaciais (COPE) da FAB, sediado em Brasília e recentemente visitado pelo comandante. 

Imagem: Iceye/Divulgação.

Baptista Jr. disse que os satélites serão lançados a partir da base de Cabo Canaveral, na Flórida, mas não revelou a data da operação. 

Os satélites de pequeno porte usam a tecnologia SAR (Radar de Abertura Sintética) para obter imagens com resolução de até dois metros. Segundo o Comandante, as imagens atualmente usadas pelo Comando da Aeronáutica tem resolução menor, de 40 metros. Ele destacou que isto “trará impacto positivo” no combate a crimes como o garimpo ilegal na Amazônia, por exemplo.