Frontier Airlines Airbus Pratt & Whitney

Maxwell Berry, foi um dos milhares de passageiros que causaram problemas a bordo de voos nos EUA, ele era passageiro da Frontier Airlines. 

O passageiro foi julgado nesta semana pelo Tribunal dos EUA e se declarou culpado das acusações de agressões contra três comissários de bordo da Frontier. Ele foi condenado pela justiça a 60 dias de prisão, US$ 2.500 em multa e mais US$ 1.500 de restituição.

Além disso, após cumprir os 60 dias de prisão, Maxwell Berry terá um ano em liberdade sob a supervisão da justiça norte-americana. 

De forma geral, passageiros indisciplinados e variando de caso para caso, podem pegar um ano e meio de prisão com multas de até US$ 15.000.

Relembre o ataque contra a tripulação

Maxwell Berry de 22 anos, era passageiro do voo 2239 da Frontier Airlines que partiu da Filadélfia com destino a Miami, no mês de agosto de 2021. Ele solicitou a uma das comissárias uma bebida durante o voo.

Após tomar a bebida, Maxwell passou o copo nas partes intimas da comissária que logo o repreendeu e pediu para se sentar. Após isso, Berry derramou bebida em sua camisa e foi ao banheiro se trocar. Depois de sair, saiu sem camisa e logo um comissário de bordo pediu que o rapaz pegasse uma nova blusa para vestir.

Aproximadamente 15 minutos para o voo da Frontier pousar, Berry ainda sob efeito da bebida tentou tocar partes intimas de outra comissária. De imediato, o comissário Jordan Galarza foi conter Berry que revidou com um soco no tripulante. 

Frontier Airlines Passageiro Fita
Imagem: Reprodução

Logo, outros passageiros lutaram contra Maxwell que foi contido e amarrado com fitas até a aeronave pousar. As informações foram detalhadas pelo relatório da Polícia local.

No julgamento esta semana, Jordan defendeu suas ações contra o passageiro:

“Meu papel número em qualquer aeronave é proteger os passageiros, incluindo Maxwell Berry, que chegamos a Miami com segurança naquele dia. Você pode dizer que a fita adesiva pode ter parecido um pouco bárbara e alegar que talvez tenhamos exagerado um pouco. No entanto, funcionou perfeitamente e ninguém se machucou por causa de como fizemos o que fizemos.”

 

 

Com informações da Simple Flying.