Passageiros da Ryanair terão de pedir autorização para usar o banheiro a bordo

Quando for retomada as operações da Ryanai,r em julho, assim como estima a companhia, virão também uma série de restrições e protocolos a seguir a risca. A companhia aérea de baixo custo já é conhecida por ter atitudes diferentes em relação aos passageiros, mas agora a questão é pela saúde.

A empresa estima retomar cerca de 40% de suas operações em julho, quando as viagens na Europa forem autorizadas. Entre as restrições, há também pedidos da companhia para os passageiros medirem a temperatura antes de ir ao Aeroporto e reforça o uso da mascara e distanciamento entre os passageiros.

Haverá uma limpeza mais profunda e demorada a bordo das aeronaves e também nos porões de cargas. A Ryanair colocará restrições quanto ao número de malas despachadas, e exigirá dos passageiros o preenchimento de um formulário, que contem informações sobre o destino, o tempo de estadia e o endereço da estadia ou destino final.

A empresa vai exigir que os passageiros peçam autorização a tripulação para uso dos banheiros das aeronaves, tendo um controle de quantas pessoas irão utilizar e higienização completa dos banheiros.

A maior low-cost da Europa pretende realizar cerca de 1000 voos a partir de 1º de julho, antes da pandemia e as restrições a empresa operava uma média de 2,4 mil voos ao dia.

 

Fonte: Jornal The Guardian

DEIXE UMA RESPOSTA