A Polícia Civil, peritos e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) estavam fazendo o 5º dia de buscas em uma operação para apurar irregularidades na aviação agrícola, no Mato Grosso do Sul (MS).

Durante essa operação os investigadores encontraram um mecânico de carro prestes a aplicar uma peça automotiva em uma aeronave interditada, tal peça era um marcador de combustível.

Foto – Polícia Civil/Divulgação

“Os dois homens foram conduzidos para esclarecimentos no município de Dourados. Eles confessaram o crime e, ao chegar, verificamos que a aeronave já estava interditada pela Anac. Os suspeitos estavam em posse de um equipamento que seria instalado no avião, mas, na verdade era de carro. As apurações estão em andamento e, trata-se de um possível crime de atentado à segurança de voo”, disse a delegada Ana Cláudia Medina, titular da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deco).

Mais pessoas ainda foram indiciadas, os policiais foram para os municípios de Nova Alvorada do Sul, Angélica e Maracajú, também no Mato Grosso do Sul, e acabaram achando um Airtractor (foto de capa) de prefixo PT-XRK recebendo um cubo de hélice com numeração adulterada, o avião foi apreendido e os donos indiciados por manutenção irregular e falsidade ideológica.

Em outra empresa agrícola a equipe da Deco acabou achando uma aeronave com aplicação em peças e componentes, além disso o local estava com a pista de pouso interditada há 8 anos. Os donos ainda foram indiciados por falsidade ideológica pois adulteraram o plano de voo com informações falsas, para mascarar a pista, e também falsificaram os planos de manutenção para encobertar a irregularidade do avião.

Foto – Polícia Civil/Divulgação

Essa parte da operação resultou em 8 autos de infração que somaram R$ 1.865.672,00 em multas.

Em outro local 23 aeronaves foram encontradas com irregularidades na aplicação de agrotóxicos, gerando multas que juntas somam R$ 2,9 milhões. Esses aviões forneciam serviços para fazendas no Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Paraná.

No total 13 aviões foram interditados pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e estão proibidos de voar, um foi apreendido criminalmente.

 

Via – G1