O piloto Antonio Sena antes e depois do acidente. Fotos: Arquivo Pessoal/ via G1.

Desaparecido desde o dia 28 de janeiro, quando decolou de Alenquer, no oeste do Pará, o piloto Antonio Sena, apelidado de Toninho, foi encontrado ontem (06) na região do município de Almeirim. 

Segundo o Portal G1, Toninho passou 36 dias andando na mata até encontrar um grupo de coletores de castanha, que fizeram um sinal de fumaça. 

Após ser resgatado por um helicóptero do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp) do Governo do Pará, Toninho foi levado para o município de Prainha. De lá, ele foi levado de avião até Santarém. Com alguns ferimentos, magro e com sinais de desidratação, Toninho Sena foi liberado do hospital ainda hoje. 

No dia 28 de janeiro, Toninho decolou a partir de uma pista em Alenquer em um Cessna 210 de matrícula PT-IRJ. Em dado do momento, o Cessna “parou” de funcionar, disse o piloto ao Agência Pará

“Pousei forçado. A aeronave parou (de funcionar). Como eu vinha voando baixo em três mil metros e ali tinha serra de dois mil metros e um pouco mais, o tempo que eu tive foi de tentar reacender (o avião) e não consegui. Como eu não consegui, já fui buscando local para pouso. Fui encontrando um vale, desviando das árvores maiores até que consegui pousar em um valezinho no meio de duas serras”

“Então ele (o avião) entrou e eu bati nos açaizeiros e ele (o avião) entrou de bico no igarapé certinho. Ele está de cara no igarapé. Como é tudo muito rápido, eu só lembro de conseguir sair do cockpit e minha mochila estava jogada do lado, peguei minha mochila, um saco de pão, algumas coisas e me afastei da aeronave, que tinha muito óleo diesel. Aí peguei uma corda e o que pude pegar que tinha na aeronave e que fosse me ajudar no meio do mato. Não demorou muito e a aeronave começou a pegar fogo. Ela está queimada. Uma parte esta queimada”, detalhou.

Toninho abraça um dos membros da equipe de resgate. Foto: Marcelo Seabra/Agência Pará.

O delegado José Humberto, membro do Graesp, explicou que o resgate foi feito em uma região de difícil acesso muito díficil, nas redondezas do Rio Paru em um pequeno vilarejo próximo à pista de pouso do Paricá.

“O Estado mais uma vez mostra sua força e capacidade de resposta rápida. De imediato, o Governo do Estado deslocou dois aviões e um helicóptero para que fosse traçar a logística e resgate do piloto. Inicialmente a base da operação foi concentrada em Laranjal do Jari, no Amapá, posteriormente iniciamos a busca da localização exata do piloto desaparecido. A equipe responsável pelo helicóptero foi ao local, resgatou o piloto e levou para Prainha. De lá então seguimos em nossa aeronave para Santarém onde solicitamos prioridade de pouso e atendimento medico imediato.”

Toninho foi recepcionado calorosamente por amigos e familiares em Santarém. Ele ficou internado em um hospital particular e recebeu alta ainda hoje (07). 

A equipe do Aeroflap deseja uma rápida recuperação ao Antonio Sena e parabeniza o aviador pelo resgate.