Foto - DJ's Aviation

O primeiro voo do Boeing 777X foi marcado para março deste ano, mas depois de uma série de contratempos devido ao problema da Boeing com o 737 MAX, o primeiro voo foi adiado para abril até chegar a uma data concreta, que marcava o dia 26 de junho como o voo inaugural do maior avião de passageiros de único andar do mundo.

Mas problemas recentes com os motores GE9X podem novamente atrasar o primeiro voo do 777X.

O primeiro conjunto de motores GE9X já foi instalado no primeiro protótipo do 777-9X, o WH001. O primeiro start desses motores foi efetuado no dia 29 de maio.
 
“Durante um teste de fábrica, um motor nos deu um sinal sobre sua saúde. Tivemos uma anomalia no compressor e paramos o funcionamento e os testes”, disse a GE. “É um problema mecânico e não tem nada a ver com o desempenho geral do motor ou com a maneira como ele foi projetado”.

De acordo com a GE, a área que um problema foi detectado está no compressor de alta pressão, pelo tamanho do motor, o local tem 11 estágios, até chegar na câmara de combustão.

“Não é uma questão aerodinâmica”, disse a GE. Várias soluções estão sendo estudadas, embora a GE tenha se recusado a fornecer mais detalhes até que a correção seja finalizada.

Por enquanto o primeiro voo do Boeing 777X continua uma incógnita, e a Boeing deve anunciar mais novidades sobre o programa no Paris Airshow. A primeira entrega continua estimada para julho de 2020, embora o avião não tenha iniciado o período de certificação em voo.

A Boeing já produziu duas unidades para testes em voo do 777X, além de uma unidade para testes estáticos.

 

Via – Aviation Week