Southwest Boeing 737 MAX
Foto - Divulgação

A escolha da Southwest sobre seu futuro novo avião de 150 passageiros, poderá ganhar novos capítulos em breve. Em novembro do no passado a Southwest anunciou que estaria avaliando comprar novos aviões que seriam ou Boeing 737 MAX 7 ou Airbus A220.

A companhia aérea já possui encomendas para o Boeing 737 MAX 8, que naturalmente são aeronaves que irão substituir o 737-800NG. Agora a companhia americana que usa uma frota exclusivamente de Boeings 737, estuda um futuro modelo para substituir o 737-700NG. 

Na época o CEO da Southwest disse que poderia analisar também a possibilidade de uma grande mudança na empresa, incorporar aeronaves da Airbus. 

“Já dissemos no ano passado que iríamos olhar com muito cuidado e de perto para o A220. É um bom avião, há um bom número de pedidos por aí, então acho que vai ser um programa de sucesso.” Disse o CEO em 2020.

Além de analisar novos aviões, a companhia aérea também está negociando com a fabricante e fornecedora de motores General Eletric. A negociação é para uma parceria de fornecimento de motores e peças para o Boeing 737 MAX.

Segundo o portal The Air Current, os diretores da companhia aérea dão apoio a continuidade da frota exclusiva composta por Boeing, ou seja o 737 MAX 7 seria o escolhido pela empresa. Entretanto, questões contratuais precisam ser resolvidas por ambas as partes.

Caso as empresas não cheguem a um acordo, o Airbus A220 poderá ser o preferido, e pela primeira vez em 54 anos de operações, a empresa poderá operar um avião Airbus. Os motivos do entrave não foram relevados.  


Os problemas envolvem as negociações entre a Southwest, a Boeing, a General Eletric e a Safran. Entretanto, há uma grande expectativa que os entraves devem ser resolvidas em breve pois a companhia tem desativado os Boeings 737-700NG. A empresa busca um modelo para substituir o 737-700 com capacidade de até 150 passageiros.