Southwest estuda incorporar o Boeing 737 MAX 7 ou Airbus A220 para renovar a frota

Foto - Southwest/Reprodução

Com o passar do tempo, algumas aeronaves já não são eficazes ou econômicas mesmo ainda tendo condições de operar. A tendência sempre é substituir aeronaves antigas pela nova geração da mesma família, entretanto poderá haver algumas surpresas com essas novas aeronaves.

A Southwest já possui encomendas para o Boeing 737 MAX 8, que naturalmente são aeronaves que irão substituir o 737-800NG. Agora a companhia americana que usa uma frota exclusivamente de Boeings 737, estuda um futuro modelo para substituir o 737-700NG.

Seguindo a linha, o 737 MAX 7 seria o substituto ideal ou o mais esperado, entretanto o Airbus A220 surge como surpresa para a companhia. O CEO da Southwest comentou nessa semana em um encontro online sobre a possibilidade de ter a nova aeronave da Airbus em sua frota.

“Já dissemos no ano passado que iríamos olhar com muito cuidado e de perto para o A220. É um bom avião, há um bom número de pedidos por aí, então acho que vai ser um programa de sucesso.” Disse o CEO.

“Precisamos daquele avião menor … então é o MAX 7 ou o A220 neste momento. Se conseguirmos o que precisamos no MAX, será mais difícil para o A220. Mas acho que a Boeing e a Airbus entendem que esse é um avião muito importante para nós ”. Completou.

A necessidade vem devido a idade avançada dos 737-700NG, que possuem mais de 12 anos de uso. Os 737-800 possuem até 10 anos de uso, por isso não se necessita uma mudança imediata.

Foto – Southwest Airlines

Atualmente a companhia possui 493 Boeings 737-700 em sua frota, sendo 21 aeronaves já foram aposentadas. A idade média dessas aeronaves é de 16,4 anos, levando em consideração que 40 dessas aeronaves possuem mais de 20 anos de uso.


“Já temos um sério compromisso com um avião de 143 lugares com o -700; essa é a maior parte da nossa frota. E então, é claro, o -800 tem 175 lugares. E um dia desses, não sei, uma década no futuro, 20 anos no futuro.” 

“Talvez a mistura de menores e maiores em nossa frota seja 50/50. E, você sabe que é um palpite neste ponto, mas o ponto desse pano de fundo é que devemos ter um substituto para o -700. ”

 

DEIXE UMA RESPOSTA