Qantas paralisa temporariamente operações com o A380, e manda aviões para deserto

Airbus A380

A Qantas concluiu na última semana a transferência de suas aeronaves Airbus A380 para um deserto nos Estados Unidos. A atitude da companhia é devido ao período de baixa demanda que a mesma deve enfrentar, que não justifica o uso do maior avião de passageiros do mundo.

Os Airbus A380 serão armazenados no deserto de Mojave nos EUA, por pelo menos 3 anos, até 2023. Mesmo com o prazo já previamente esclarecido, pode ser que essas aeronaves não voltem a operar pela empresa australiana.

A última aeronave a ser transferida para Mojave, nos EUA, foi o A380 de matrícula VH-OQI, em um voo totalmente sem passageiros, somente com a tripulação a bordo. Os voos fizeram uma rota com escala técnica na Alemanha, voando do Oriente para o Ocidente, até pousar em Victorville, na Califórnia.

Sem o Airbus A380, a Qantas deve retomar os voos internacionais de longa distância em meados de 2021 somente com o Boeing 787 e o Airbus A330.

Além da Qantas várias companhias retiraram o A380 de operação temporariamente, como a British Airways e a All Nippon Airways. Outras, como a Air France e a Lufthansa aposentaram de vez os seus quadrimotores de dois andares completos.

 

DEIXE UMA RESPOSTA