Qantas Airbus A380
Imagem - Qantas A380/Reprodução

A Qantas Airways, companhia aérea de bandeira australiana, segue com seu planejamento de retomar voos com o Airbus A380 de forma gradativa. A empresa colocou o ‘superjumbo’ em voos de teste de último dia 5 de janeiro.

A companhia aérea reativou o Airbus A380 de matrícula VH-OQB para realizar voos a partir de Sidney (SYD). No último mês a empresa precisou fazer uma readaptação em toda sua malha e escala de tripulantes devido as restrições da Covid-19 em alguns países, especialmente os que tem como exigência a quarentena.

Como a Qantas pretende mesclar as operações do A380 com o Boeing 787-9, a empresa tirou do armazenamento mais um ‘superjumbo’ para ampliar suas operações com o avião da Airbus. 

Neste último final de semana, o A380 de matrícula VH-OQD deixou a Califórnia onde estava estocado e voou para Sidney, tendo chego na manhã desta segunda-feira (10). A aeronave realizou um voo de mais de 14 horas percorrendo 12.297 km de distância entre as duas cidades. Ainda não há uma previsão de quando a aeronave entrará na malha para voos regulares.

O ‘superjumbo’ irá assumir as rotas internacionais para os Estados Unidos e a Europa no lugar do Boeing 787-9. Desde o começo do mês de dezembro, a Qantas tem realizado treinamentos de reciclagem com seus funcionários para atender o quadrijato de dois andares.

Atualmente a frota de A380 na Qantas é composta por 12 aeronaves com uma média de idade de 12,4 anos. O ‘superjumbo’ da companhia é configurado para transportar 484 passageiros divididos nas classes de serviço: Primeira Classe, Executiva, Premium e Econômica.

A empresa inicialmente previa deixar suas aeronaves estocadas nos Estados Unidos até pelo menos 2023, mas ao longo dos últimos meses mudou de ideia e repensou a volta do avião aos céus pela empresa.

Com o retorno do A380, a Qantas pretende usar o quadrijato em três frequências semanas a partir do dia 10 de janeiro, para dar apoio no voo QF11 (Sydney – Los Angeles).

 

DEIXE UMA RESPOSTA