Qual será o futuro do maior avião do mundo, o Stratolaunch?

O Antonov An-225 ainda domina no quesito maior avião do mundo, e também o que transporta maior carga atualmente. Mas uma outra aeronave ameaça o posto do avião ucraniano.

O Stratolaunch é um projeto da empresa de foguetes que carrega o mesmo nome do avião, Stratolaunch, e o avião deveria servir para lançar foguetes com satélites a bordo.

Todo o contexto desta empresa é com base na fundação por Paul Allen, responsável também por fundar uma empresa de muito sucesso, a Microsoft.

Fotos – Stratolaunch/Divulgação

Mas desde o falecimento de Paul Allen, no final de 2018, os projetos da Stratolaunch desaceleraram, apesar do primeiro voo da aeronave-lançadora em 2019, enquanto sua principal concorrente, a Virgin Galactic, só avança nas descobertas.

E em setembro de 2019 o projeto de desenvolvimento e certificação do Stratolaunch entrou em jogo, visto que a empresa não contava com muitos fundos para finalizar toda a sua criação.

Mas em outubro de 2019, a empresa Vulcan Inc., braço que administra os investimentos de Paul Allen, informou que havia encontrado um novo grupo de investidores. O projeto todo da Stratolaunch era avaliado em US$ 400 milhões na ocasião.

Fotos – Stratolaunch/Divulgação

Desde então o Stratolaunch faz alguns poucos voos de testes para outras empresas, como forma de preencher seu caixa. Parte desses testes são até mesmo de projetos concorrentes, também com foco espacial ou de voo em alta velocidade.


Os projetos espaciais, no entanto, não foram abandonados pela Stratolaunch, que planeja lançar um protótipo lançador espacial até 2023, já com a ajuda do avião gigante.

 

Capacidade do Stratolaunch

Fotos – Stratolaunch/Divulgação

Apesar da sua baixa autonomia, o Stratolaunch tem capacidade para receber até 250 mil kg de carga, esta deverá estar situada entre as duas cabines de tripulantes, na asa do meio.

A autonomia é bem pequena, mas suficiente para realizar essa missão e retornar para a base com sobras, no total esse avião só pode voar por até 2200 km com carga máxima.

Esta é a aeronave com maior asa já construída na história. Na propulsão esse avião conta com seis motores Pratt & Whitney PW4056, que equipam o Boeing 747 e disponibilizam até 63300 lbf cada.

Ao todo o Stratolaunch tem seis tanques de combustível, 117 metros de asa (mais do que um Antonov An-225), vazio pesa cerca de 226 mil quilos e pode pesar quase 350 mil quando com os tanques cheios de combustível. São 24 pneus e rodas nos trens de pouso principal, mais 4 no trens de pouso do nariz.

Fotos – Stratolaunch/Divulgação

 

DEIXE UMA RESPOSTA