Acidente il-76 Rússia
Imagem: TASS.

Um jato de transporte Ilyushin Il-76MD das Forças Aeroespaciais da Rússia caiu nesta sexta-feira (24) no Oblast de Ryazan, oeste do país. A aeronave cargueira havia acabado de decolar da Base Aérea de Dyagilevo quando despencou, matando quatro dos nove militares que estavam a bordo. 

Segundo o Daily Mail, os pilotos ainda tentaram retornar e fazer um pouso de emergência na base da qual haviam decolado, mas o avião, de matrícula RF-78778, acabou caindo perto de uma área residencial, a cerca de 500 metros de um condomínio. Um dos motores foi encontrado a quase um quilômetro do local.

Imagens mostram que o avião estava com uma das asas em chamas antes de cair e explodir. Três tripulantes morreram no local e outros foram seis foram resgatados em estado grave, sendo que um veio a falecer no hospital posteriormente.

O Il-76 estava cumprindo uma missão de transporte de suprimentos para tropas envolvidas na invasão da Ucrânia. A aeronave decolou de Orenburg e tinha como destino final a cidade de Belgorod, com uma parada na base de Dyagilevo para reabastecimento. 

A queda do Il-76 ocorre apenas um dia depois de outro acidente com um avião de transporte da Rússia, um Antonov An-30. Na ocasião, todas as sete pessoas a bordo sobreviveram apesar da gravidade do ocorrido. 

Desenvolvido nos anos 60, o Il-76 é um cargueiro tático e estratégico quadrimotor, projetado para operar em conjunto e eventualmente substituir o An-12. A aeronave foi apelidada de Candid pela OTAN.

Adquirido por cerca de 17 forças aéreas, o Il-76 também é operado por companhias civis de carga. Sua variante mais nova, Il-76MD-90A, pode transportar até 60 toneladas. O jato russo também é um dos dez maiores cargueiros militares do mundo.