Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

Foto - Daesp

Simultaneamente com o início das suas operações em 11 aeroportos paulistas, a Rede Voa declarou que além dos investimentos em melhoria da infraestrutura, também planeja atrair voos internacionais para o interior.

A prioridade da internacionalização está no momento para o Aeroporto Leite Lopes, em Ribeirão Preto, porém, ao longo dos anos deve incluir também os terminais em Bauru, Jundiaí e Sorocaba, fortes polos da aviação executiva.

O consórcio diz que planeja concluir o processo de internacionalização do Aeroporto de Ribeirão Preto em até dois anos, e que há uma colaboração do governo nesta questão. A meta é a partir de Ribeirão Preto ter voos para a América do Sul e Caribe, além de voos cargueiros.

Ao longo dos próximos 30 anos somente o Aeroporto de Ribeirão Preto deve receber R$ 119 milhões em investimentos, incluindo as adequações para a internacionalização. Os investimento total nos 16 aeroportos será de superior a R$ 200 milhões.

Já nos outros aeroportos, o foco é bastante ampliado para a aviação executiva, de forte atuação principalmente em Jundiaí e Sorocaba.

Após a vitória do leilão de 11 aeroportos do Bloco Sudeste, no dia 15 de julho, a Rede VOA passou a ter 16 aeroportos sob sua concessão no Interior de São Paulo durante os próximos 30 anos.

 

Com informações de Valor Econômico.

 

DEIXE UMA RESPOSTA