Rolls-Royce entra em colaboração para produzir motor de novo avião supersônico de passageiros

A Rolls-Royce e a Boom firmaram um acordo para desenvolver um novo motor, que será utilizado no avião supersônico Overture. As empresas formarão equipes para estudar as opções de propulsão, incluindo aquelas que fazem uso das arquiteturas já existentes.

“O objetivo do novo acordo é trabalhar em conjunto para identificar o sistema de propulsão que complementaria a estrutura de abertura da Boom”, diz Boom.

O projeto da Rolls-Royce para o Overture deve ir além de outras fabricantes, como a GE Aviation, que desenvolve uma solução para o AS2, um jato executivo supersônico da Aerion.

A Rolls-Royce já tem histórico de fabricação de motores para aviões supersônicos. Décadas atrás ela fez uma parceria com a Snecma (agora Safran Aircraft Engines), para produzir os motores Olympus 593 do Concorde.

“Não estamos descartando nada, mas um grande núcleo existente baseado na linha Trent é uma opção”, disse a R-R para o Portal FlightGlobal. “Esperamos fazer progressos significativos nesta primeira fase do trabalho até o final deste ano”.

“As equipes investigarão se uma arquitetura de mecanismo existente pode ser adaptada para o voo supersônico, enquanto a equipe interna da Boom continua a desenvolver a configuração da estrutura da aeronave”, diz Boom.

O Overture terá configurações para até 75 assentos a bordo. Contudo, na questão de desempenho, a aeronave voará a Mach 2.2 e terá um alcance de voo de 4500 milhas náuticas (8300 km).


A Boom Supersonic quer colocar o Overture em serviço na segunda metade da década de 2020.

 

DEIXE UMA RESPOSTA