Sukhoi SuperJet 100 PD-8
Foto: SuperJet International

A Rostec United Engine Corporation concluiu com sucesso o programa de testes para o primeiro protótipo do motor PD-8. Os testes confirmaram que o motor e seus sistemas podem operar de acordo com os parâmetros básicos estabelecidos nos termos de referência e que as soluções de projeto utilizadas no produto estão corretas

Durante os testes, a Rostec avaliou os sistemas de controle automático e estabilizaram a partida do motor com mais marcha lenta. Os engenheiros fizeram o número necessário de corridas para registrar os parâmetros básicos do motor em todos os modos de operação, do modo “marcha lenta” ao modo “aceleração total”.

O motor turbofan PD-8 destinado às aeronaves SSJ100-New e o Beriev BE-200 fabricado com peças e componentes totalmente russos e tecnologias avançadas de processamento, incluindo manufatura aditiva. Várias empresas estatais da Rússia estão envolvidas no processo, aproveitando amplamente a experiência adquirida ao trabalhar no mecanismo PD-14.

Continua depois do anúncio
Rostec PD-8
Foto: United Engine Corporation

“A conclusão dos testes de bancada do primeiro protótipo PD-8 é a etapa mais importante no desenvolvimento de um novo motor russo para a aviação civil, principalmente para o Superjet 100 substituído por importação. Em seguida, vem o teste de componentes individuais do motor em estandes autônomos . Também está planejado testar o motor usando a aeronave de laboratório voadora IL-76LL e realizar um grande conjunto de cálculos de engenharia. Tudo isso faz parte do trabalho para confirmar que os indicadores de desempenho do motor testado atendem aos requisitos da base de certificação do motor PD-8”, afirma Vladimir Artyakov, primeiro vice-presidente executivo da Rostec State Corporation.

O PD-8 utiliza um projeto totalmente novo, em comparação com os atuais motores PowerJet SaM146. O projeto utiliza a atualização com um eixo de dois sentidos, assim como no PD-14, e o mesmo conjunto de materiais de alta resistência.

O foco da UAC agora é tentar evitar o uso de fornecedores externos, como no caso do atual SSJ100, para evitar problemas com o fornecimento de peças da aeronave aos clientes. Muitos componentes do novo SSJ100 serão fabricados na Rússia, pelas próprias empresas da UAC.

Continua depois do anúncio

O novo projeto se estenderá ao interior do avião, que ficará mais moderno, e também aos instrumentos de navegação e energia. Recentemente a Sukhoi apresentou novas winglets ao SSJ100, reduzindo o consumo em 4%.

Além disso, o novo SSJ100 terá uma versão menor, a possível SSJ75, para atender o mercado de 75 a 85 passageiros. 

Espera-se que um novo SSJ100 esteja disponível no mercado a partir de 2025.

Continua depois do anúncio

Com informações: Rostec