A Rússia realmente confirmou que uma versão nova do SSJ100, fabricado pela Sukhoi, será desenvolvida até 2024, como uma forma de concorrer no mercado ocidental com a Mitsubishi Aircraft e a Embraer.

A informação foi confirmada neste fim de semana através de um pronunciamento de Oleg Bocharov, vice-ministro do Comércio e Indústria, para a TASS, uma empresa estatal de mídia da Rússia.

“Que datas estão sendo transferidas? Quem disse a você? Ninguém adiou as datas. Temos uma instrução do presidente sobre 2024”, disse Bocharov, acrescentando que 2024 ainda está na pauta da UAC.

Apesar do cronograma ser mantido, a UAC ainda não sabe algumas características básicas que vão traçar o ritmo de desempenho do avião, como os motores.

“Ele será equipado com o motor SaM-146, ou com um novo motor PD-8. O projeto SSJ-75 é uma aeronave substituída para importações, mas não tem 75 assentos”, disse Bocharov.

Interior do SJ100 que pode ser configurado como 3+2 ou 2+2.
Interior do SJ100 que pode ser configurado como 3+2 ou 2+2.

Essa nova versão desaponta o mercado, que esperava uma renovação completa do avião russo. A única diferença será a maior presença de componentes russos, que diminui a dependência do ocidente, e garante as entregas mesmo que embargos estejam estabelecidos contra a Rússia.

Outras questões da aeronaves também serão resolvidas, sobre a confiabilidade e à aeronavegabilidade, problemas enfrentados pelo SSJ-100 nos últimos anos.