O voo da Aeroflot SU2582 que ia de Moscou para Londres, foi inspecionado no aeroporto de Heathrow, na Inglaterra, na última sexta-feira, em meio a uma grande tensão entre Londres e Moscou por conta do caso Sergei Skripal, o que segundo a embaixada da Rússia em Londres seria “violar as normas em vigor”.

A Metropolitan Police, que atualmente coordena a investigação sobre o envenenamento de Sergei Skripal e sua filha Yulia, negou fazer parte da ação.

Devido a essa inspeção surpresa, a aeronave deixou a capital britânica com mais de duas horas de atraso. No entanto, segundo o ministro da Segurança do Reino Unido, Ben Wallace, esse teria sido apenas um procedimento de rotina, parte da luta contra o crime organizado internacional.

“Uma vez realizados os controles, o avião foi autorizado a prosseguir sua viagem”, acrescentou em comunicado.