S-70 Okhotnik Rússia
Drone S-70 Okhotnik voa em ala com caça Su-57. Foto: Rostec/Divulgação

A produção em série do drone russo de ataque pesado, o S-70 Okhotnik (Hunter), será iniciada em 2023. A informação foi compartilhada pelo CEO da Rostec, Sergei Chemezov, nesta última quarta-feira (18) em uma reunião com o presidente da Rússia Vladimir Putin. 

“O primeiro protótipo foi lançado em 2021 e começaremos a produzir em série e entregá-lo ao Ministério da Defesa em 2023”, disse Chemezov.

Como característica específica, o S-70 Okhotnik apresenta uma saída de exaustão dos gases do motor em bico plano, que o torna menos visível para radares, destacou o chefe da Rostec. A primeira versão do drone tinha exaustão do motor exposta.

“Além disso, um novo posto de controle terrestre está sendo criado para o drone”, disse ele.

O drone S-70 Okhotnik desenvolvido pelo Sukhoi Design Bureau apresenta tecnologia furtiva e design de asa voadora (não possui cauda), o que diminui sua assinatura de radar. De acordo com os dados de fontes abertas, o drone tem um peso de decolagem de 20 toneladas voa a 1000 km/h.

O drone de ataque pesado Okhotnik realizou seu voo de estreia em 3 de agosto de 2019, que durou mais de 20 minutos sob o controle de um operador em solo.

Em 27 de setembro de 2019, o Okhotnik realizou um voo junto com um caça Su-57 de quinta geração. O drone manobrou no ar em modo automatizado a uma altitude de cerca de 1600 metros e seu voo durou mais de 30 minutos.

S-70 Su-57
Su-57 em formação com um drone S-70. Foto: Ministério da Defesa Russo.

A Rússia pretende integrar o Su-57 junto do S-70 nos mesmos esquadrões, sob o conceito Loyal Wingman. Também se estuda o desenvolvimento de uma versão de dois assentos do Su-57, onde o militar no assento traseiro ficaria responsável por comandar e gerenciar até oito drones em combate.