MiG-31 Foxhound Rússia
MiG-31 com mísseis R-33. Foto via Military Watch Magazine.

A Rússia está conduzindo uma série de testes com um caça-interceptador de longo alcance MiG-31 Foxhound modernizado com fly-by-wire. A informação foi apresentada por gerentes da empresa de aviação Sokol durante uma visita do Vice-Ministro da Defesa, Alexei Krivoruchko,na última quinta-feira (25). 

Durante a visita, Krivoruchko conheceu as instalações da Sokol, onde inspecionou as capacidades de produção da empresa e verificou o ritmo dos trabalhos de reparo e atualização de caças MiG-31.

O vice-ministro também realizou uma reunião sobre o cumprimento do plano de aquisições de defesa, afirma a agência TASS

Continua depois do anúncio

Como informou a administração da empresa “há uma opção de atualizar esta aeronave onde mudamos do sistema de controle mecânico para o sistema de controle fly-by-wire, o que introduz uma série de computadores montados no avião.”

Hoje, a principal tarefa da Sokol é realizar grandes reparos no MiG-31. Desde 2007 a companhia também faz a modernização dos caças para o padrão MiG-31BM. 

MiG-31 decolagem
Decolagem de um MiG-31. Foto: Ministério da Defesa da Rússia.

Na atualização, o equipamento de bordo da aeronave será completamente substituído, incluindo canopy, partes em borracha e fiação. A aeronave também passa por uma revisão completa. 

Continua depois do anúncio

Segundo a administração da Sokol, a eficiência em combate dos caças-interceptores MiG-31 deve triplicar após o upgrade. Os principais reparos dos caças proporcionarão uma operação confiável e sem falhas, enfatizaram os gerentes. 

“Enquanto isso, a atualização, na qual o equipamento radioeletrônico a bordo é totalmente substituído por tecnologia avançada, prevê o uso das mais recentes armas lançadas do ar, o que aumentará a eficiência de combate do avião em cerca de três vezes”, disse a administração da Sokol.

MiG-31 na defesa do Polo Norte

Decolagem de um MiG-31 Foxhound. Autor desconhecido.

Continua depois do anúncio

“Estamos planejando usar interceptadores MiG-31 para proteger o espaço aéreo soberano da Rússia nas direções norte e lá estamos limitados a aeroportos e campos de aviação, que são muito poucos naquela região”, disse o piloto.

Até agora, a Rússia reconstruiu dez aeródromos na região polar que existiam no período soviético, lembrou ele.

“Vários outros campos de aviação estão sendo preparados para operação”, disse Popov, acrescentando que outros estados têm mostrado um interesse cada vez maior na Rota do Mar do Norte recentemente. “Muitos países se interessaram pela Rota do Mar do Norte. Lá as condições climáticas e geográficas melhoraram”, explicou.

Continua depois do anúncio

Popov reforça que o MiG-31 incorpora enorme um potencial de modernização.

“Uma característica forte de nosso hardware, e isso é reconhecido em nível mundial, é que nossos aviões apresentam um potencial bastante amplo para seu reparo e atualização. O próprio hardware permite operar aeronaves, especialmente aviões de combate, por um longo período e trocar conjuntos de equipamentos”, finaliza.

O Ministério da Defesa da Rússia assinou um contrato estatal na mostra internacional de armas Army 2021 sobre o reparo e atualização de caças interceptores MiG-31K e o reparo de aeronaves MiG-31 com sua atualização para o nível MiG-31BM.

Continua depois do anúncio
MiG-31K decolando de Khmeimim, Síria, com um míssil Kh-47M2 Kinzhal. Foto: MD Russo.

Atualmente, um esquadrão de caças MiG-31K com mísseis hipersônicos Kinzhal está em serviço de combate experimental no Distrito Militar do Sul da Rússia. Também foi relatado que um regimento aéreo estacionado em Kansk, na região de Krasnoyarsk, no leste da Sibéria, será rearmado com mísseis hipersônicos Kinzhal até 2024. O regimento aéreo opera atualmente caças MiG-31BM.