• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

Ryanair está disposta a ficar com unidades do 737 MAX rejeitadas por companhias dos EUA

Ryanair 737 MAX Companhias Aéreas EUA Estados Unidos rejeitadas
Foto: Ryanair

Responsável por ser o maior operador do 737 MAX na Europa, a Ryanair está de olho nas possíveis unidades do MAX 10 canceladas ou rejeitadas por parte das empresas aéreas dos Estados Unidos, é o que afirma Michael O’Leary, CEO da Ryanair.

Diante dos últimos acontecimentos envolvendo o 737 MAX, algumas companhias aéreas dos EUA deixaram bem claro o descontentamento com a aeronave, mais especificamente, o CEO United Airlines, Scott Kirby, declarou que criará um plano que não inclua o MAX 10, modelo com uma encomenda de 277 unidades pela United.

Em contrapartida, O’Leary rebateu o comentário de Kirby, chamando a fala de inútil e declarou que a Ryanair está disposta a ficar com as unidades rejeitadas do MAX 10 pela United ou qualquer outra companhia dos EUA, conforme publicado pelo portal Simple Flying

Se a United ou qualquer outra companhia aérea não quiser aceitar seus pedidos do MAX 10, ficaremos felizes em intervir”, anunciou Michael O’Leary.

Ainda que o CEO da Ryanair esteja disposto a pegar mais unidades do 737 MAX, O’Leary enfatizou que a Boeing precisa melhorar o seu controle de qualidade e que a Ryanair está disposta a trabalhar em colaboração com a Boeing para que o fabricante minimize os atrasos nas enregas e melhore o controle de qualidade.

Atualmente, a Ryanair conta com um pedido firme para 150 737 MAX 10 com entregas previstas para 2027.

 

Leia também: 

Com informações: Simple Flying

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.

 


Redator

Apaixonado por aviões e fotografia, sempre estou em busca de curiosidades no universo da aviação.


Contato: [email protected]