A SpaceX programou para a próxima terça-feira (09/04) o segundo lançamento do foguete Falcon Heavy, agora com significativas mudanças em relação ao lançamento inaugural de 2018.

A primeira diferença é a presença de três boosters baseados no Falcon 9 Block 5, a atualização lançada pela SpaceX ao longo de 2018, que acrescenta maior resistência na reentrada dos boosters e também mais potência.

A segunda diferença é que desta vez o foguete vai levar uma carga útil, o satélite Arabsat-6A, que tem uma massa de 6000 kg (no lançamento). No primeiro lançamento Elon Musk decidiu lançar um Tesla Roadster da sua coleção, com o boneco Starman.

A parte boa mesmo é a capacidade do Falcon Heavy lançar satélites pesados para a órbita geoestacionária, atualmente o Falcon 9 até lança um satélite de até 8000 kg para a GEO, mas não consegue pousar, descartando todo o foguete. Com o Heavy será possível lançar até 3 desses satélites e retornar para a Terra como a SpaceX já está acostumada a fazer.

Sua performance para levar até 53 toneladas em órbita baixa (LEO) também classificará o foguete da SpaceX como o mais poderoso disponível, até a chegada do SLS.

O lançamento será realizado no Pad 39 do Kennedy Space Center, localizado na Flórida e de propriedade da NASA.

O foguete tem 27 motores Merlin, os mesmos utilizados no Falcon 9, o que ajuda na comunalidade de projeto e montagem. A potência é equivalente a disponibilizada por 14 aviões Boeing 747-8.

O lançamento de um Falcon Heavy pode custar de 90 a 150 milhões de dólares, consideravelmente menor em comparação com o preço dos concorrentes, Arianespace e ULA.

ATUALIZAÇÃO DO EDITOR – A SpaceX reprogramou o lançamento para amanhã (10/04), o motivo foi problemas climáticos que inviabilizam o lançamento do foguete.

O lançamento foi programado para acontecer às 19h35 (horário de Brasília). O link da transmissão está disponível abaixo.

 

Relembre um pouco do primeiro lançamento do Falcon Heavy, que ocorreu no dia 06 de fevereiro de 2018: