• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

Três voos da IndiGo sofrem ameaças de bomba em um único dia

IndiGo CFM Airbus A321neo
Foto: Airbus

A IndiGo, companhia aérea da Índia, enfrentou uma situação completamente tensa em um único dia de operação. Nesta segunda-feira (20), três voos da empresa enfrentaram ameaças de bomba, entre eles uma das principais rotas do país.

O primeiro voo com ameaça de bomba foi 6E 6191, um voo regular que liga as cidades de Delhi e Deogarh. A decolagem aconteceu por volta das 11h10 (horário local), após pouco mais de uma hora de voo, a tripulação precisou pousar em Lucknow após a ameaça de bomba.

A aeronave que realizava o voo era um Airbus A320neo de matrícula VT-IZO. Após o pouso, as equipes de segurança realizaram uma vistoria detalhada a bordo e não encontraram nenhum artefato, e o avião foi liberado para seguir viagem.

“O voo Indigo 6E-6191 voando de Delhi para Deogarh foi desviado para o Aeroporto Internacional Chaudhary Charan Singh, devido a razões de segurança. O voo pousou com segurança no CCSIA às 12h20 e foi levado para a baía de isolamento. A segurança do aeroporto realizou as verificações necessárias para verificar a ameaça e, após investigação adequada, a ameaça acabou sendo uma farsa e a aeronave foi liberada para a viagem às 14h55”, disse um porta-voz do aeroporto.

Veja mais:

ITA Airways inicia voos comerciais com o Airbus A320neo

– Presidente do Palmeiras anuncia aquisição de um Embraer E2 para transportar delegação

Por falta de funcionários, Lufthansa deverá cancelar 34.000 voos no verão europeu

O segundo voo era o 6E 2051, uma das principais rotas da IndiGo entre Mumbai e Delhi que nesta segunda-feira (20) decolou com atraso de 30 minutos do horário previsto que seria 22h15. Este voo foi operado pelo Airbus A321neo de matrícula VT-IUH.

Apesar da ameaça no meio do voo, a tripulação avisou os controladores no Aeroporto de Delhi sobre a situação e seguiu para pouso sem alternar em outro aeroporto. O avião pousou por volta das 00h40 (horário local) e foi levado para um box isolado dos demais para se realizar as verificações de segurança e protocolares. 

“De acordo com o protocolo, a aeronave foi levada para uma baía remota para revista pelas agências de segurança na chegada ao aeroporto de Delhi. Os passageiros deixaram o aeroporto após o cumprimento de todos os protocolos de segurança necessários. A IndiGo está seguindo as regras dos órgãos de segurança na investigação. Lamentamos o inconveniente causado aos passageiros”, disse a companhia aérea em comunicado.

A terceira ameaça de bomba ocorreu ainda em solo, pois o voo 6E 6151 da IndiGo que foi operado pelo Airbus A320neo de matrícula VT-IVN, entre as cidades de Hyderabad e Chennai, teve um passageiro barrado.

O passageiro de 59 anos chegou atrasado para o embarque e a companhia aérea seguiu os protocolos e não permitiu o embarque. Após a negativa, o passageiro ligou para a Central de Polícia e informou que havia uma bomba a bordo do A320neo que estava em voo.

Ao pousar em Chennai, as equipes de segurança realizaram as verificações protocolares em uma área isolada do aeroporto e não encontrou nenhuma bomba a bordo. O passageiro foi detido pela polícia por algumas horas e depois foi liberado.

 

 

 

Com informações da Simple Flying

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.