• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

Ucrânia diz que Rússia utilizou bombardeiro Tu-22 para lançar mísseis em Kharkiv

TU-22M3- Foto: MoD

O Ministério de Defesa da Ucrânia compartilhou nesta terça-feira (1º/03) informações sobre o ataque em Kharkiv que foi realizado no dia 28 de fevereiro, que destruiu prédios do governo local e deixou vários civis feridos.

De acordo com as informações da Ucrânia, um bombardeiro Tu-22M3 da Rússia foi o responsável por lançar os ataques contra prédios civis, governamentais e militares de Kharkiv. Ao todo 16 mísseis guiados ar-terra foram utilizados neste ataque.

Imagem simplificada do ataque apresentada pelo Ministério de Defesa Ucraniano.

A aeronave fez uma rota circular nas proximidades da fronteira entre a Rússia e a Ucrânia, sem adentrar o espaço aéreo Ucraniano, de acordo com informações do Ministério de Defesa. 

A Rússia novamente não confirmou as informações apresentadas pela Ucrânia. Os militares ucranianos ainda destacaram que boa parte do sistema de defesa aérea já foi destruído no local, por este motivo os mísseis não foram abatidos em voo.

Outros locais também foram atacados, como uma base militar em Okhtyrka, onde 70 pessoas foram mortas. No total 10 civis morreram e 35 ficaram feridos nos ataques à Khakiv, nesta terça-feira (1º/03).

Foto: Pavel Dorogoy/AP

“O ataque contra Kharkiv é um crime de guerra. É terrorismo de estado. Os russos estão avançando na capital, como em Kharkiv. Por isso, a defesa da capital é hoje a principal prioridade”, afirmou o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, num vídeo publicado numa rede social.

Enquanto não consegue chegar nos alvos por terra, a Rússia está atacando lançando mísseis terra-terra a partir da Bielorrússia e do seu próprio território desde a última quinta-feira (24/02). Além disso, os russos também usam em massa navios, tanques e aeronaves de caça e transporte (com paraquedistas).

Considerado um bombardeiro de longo alcance, o TU-22 é uma aeronave supersônica da era soviética, modernizada por diversas vezes pela Rússia para incorporar mais tecnologia e novas funcionalidades. Entre suas capacidades, o TU-22 pode levar quatro mísseis Kh-47M2 Kinzhal, de ataque nuclear com velocidade hipersônica.

 

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.

 


Engenharia Aerospacial - Editor de foto e vídeo - Fotógrafo - Aeroflap