último Bombardier Learjet 75
Foto: Bombardier

O famoso jato executivo Learjet, que aparece em ‘Money’ do Pink Floyd, por exemplo, deixou de ser produzido pela canadense Bombardier.

A última aeronave será entregue em breve, esta é um Learjet 75 que será entregue para a empresa Northern Jet Management, dos Estados Unidos. 

Desde a década de 60 mais de 3000 aviões Learjet foram construídos em diversas versões, sendo um dos principais do seu segmento durante vários anos no último século. O primeiro modelo da série tinha capacidade para 8 pessoas e foi fabricado em 1963, com entregas começando em 1964.

A Bombardier disse que planeja para o futuro apenas focar nos seus jatos executivos da linha Challenger e Global. Há vários anos o Learjet não listava volumosas quantidades de encomendas, e já dava sinais que não conseguiria concorrer com aviões mais modernos produzidos pela Embraer, Cessna e Honda.

A Bombardier, em contrapartida, disse que continuará apoiando a família de aviões Learjet com peças e atualizações. Ela até lançou um programa de modernização das séries Learjet 40 e 45. 

Atualmente 2145 aviões Bombardier Learjet estão em atividade em todo o mundo, em diversas versões.

O Learjet 75 era a última versão disponibilizada desta série. Com novos motores, design e winglets, esta aeronave tem autonomia de 3778 km, e pode voar em 51000 pés. A autonomia deste avião é suficiente para voar entre São Paulo e Santiago (Chile), sem escalas, por exemplo.

“I’m in the high-fidelity first class travelling set. I think I need a Learjet”