Depois de anunciar uma expansão das suas encomendas para a família de aeronaves A350 da Airbus, com 45 encomendas no total, e uma mudança da variante que será operada, da -1000 para a -900, a United Airlines relatou que realmente o novo avião da Airbus será utilizado para substituir o Boeing 777-200ER em sua frota.

“O A350-900 é uma aeronave excepcional com o tamanho e alcance para ser um excelente substituto para nossos 777-200ER”, disse o diretor financeiro da United, Andrew Levy, acrescentando que os mais antigos 777-200ERs da frota terão 25 anos em 2023.

Atualmente os 777-200ER da United têm uma idade média de 17,5 anos, além disso a companhia também opera com os 777-200, com idade média de 20,5 anos.

A companhia aérea configura seus 777-200 com até 269 assentos, enquanto a Airbus anuncia que o A350-900 comporta até 325 passageiros em uma configuração padrão de três classes. No entanto, o concorrente da United nos Estados Unidos, a Delta, disse que configurou os seus A350-900 com 306 assentos.

O contrato realizado pela United também oferece a flexibilidade de converter alguns pedidos para o A350-1000, uma variante capaz de levar até 366 passageiros em três classes, porém a companhia já está recebendo o 777-300ER, uma aeronave equivalente, além do Boeing 787-10, uma aeronave que é equivalente ao A350-900.

A proposta da United é receber uma grande quantidade de aviões da linha A350 entre 2021 e 2024, segurando a maioria das encomendas até 2021, como uma proposta para diminuir os gastos. Vale lembrar que anteriormente a United até ameaçou cancelar as encomendas para o A350, e em julho desse ano adiou novamente as entregas que tinha para receber em 2018.