United Airlines sofre prejuízo líquido de US$ 1,8 bilhão no 3º trimestre

United Airlines

Em sua divulgação de resultados financeiros do 3º trimestre (3T20), a United Airlines anunciou que teve um prejuízo líquido de US$ 1,8 bilhão.

A liquidez total disponível da empresa no final do terceiro trimestre de 2020 era de aproximadamente US$ 19,4 bilhões. A receita no período foi de aproximadamente US$ 2,5 bilhões, com mais US$ 4,1 bilhões em despesas operacionais, resultando no prejuízo citado.

A receita operacional total caiu 78% ano em comparação com o mesmo período de 2019, após uma redução de 70% na oferta de assentos.

A United atingiu sua meta de queima de caixa média diária durante o 3º trimestre de US$ 21 milhões, com uma queima total de US$ 25 milhões por dia considerando o pagamento de dívidas e indenizações. No 2º trimestre a United estava queimando US$ 40 milhões por dia, em média.

A companhia aérea foi ajudada pelo fato de que reduziu seu consumo médio de caixa diário e reduziu as despesas operacionais não trabalhistas em 63% no trimestre, apesar do resultado pior em comparação com o 2º trimestre de 2020.

Desde março, a empresa arrecadou mais de US$ 22 bilhões por meio de ofertas de dívida comercial, emissões de ações e doação e empréstimo do Programa de Apoio à Folha de Pagamento do Ato de Ajuda, Ajuda e Segurança Econômica Coronavirus (“CARES Act”), entre outros itens.

A United Airlines também já realizou a primeira transação lastreada em fidelidade, tomando emprestado US$ 6,8 bilhões garantidos por ações da MileagePlus Holdings na forma de um título de US$ 3,8 bilhões e um empréstimo a prazo de US$ 3,0 bilhões.


A United também garantiu a capacidade de emprestar US$ 5,2 bilhões a partir do Tesouro dos EUA no âmbito do programa de empréstimo CARES Act entre agora e março de 2021 e espera ter a capacidade de aumentar a capacidade de empréstimo para até US$ 7,5 bilhões, sujeito à aprovação do governo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA