Foto: Bill Larkins

A United Airlines pagará mais de US$ 49 milhões de dólares em multas para resolver acusações criminais e reclamações civis relacionadas a fraude de serviço postal para transporte de correspondência internacional. 

De acordo com a Flightglobal, a companhia aérea concordou em pagar os valores a fim de resolver incidentes ocorridos entre 2012 e 2015, onde a companhia cobrou pelo correio que não enviou. 

A United vai pagar US$ 17,2 milhões em penalidades criminais e, separadamente, US$ 32,2 milhões em penalidades civis para encerrar o caso.

O procurador-geral assistente em exercício, Nicholas McQuaid, da divisão criminal do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, afirmou que a United estava trabalhando para o Serviço Postal dos Estados Unidos, “incumbida de cumprir uma função crítica do governo – o transporte de correspondência dos Estados Unidos para o exterior.”

“Em vez de cumprir essa tarefa com transparência, a United fraudou o serviço postal dos Estados Unidos, fornecendo informações falsificadas de entrega de pacotes por um período de anos e aceitando milhões de dólares em pagamentos aos quais a empresa não tinha direito.” completou o procurador.

A United celebrou os contratos entre 2012 e 2015 e “envolveu-se em um esquema para fraudar o Serviço Postal, enviando dados escaneados de entrega falsos para parecer que a United e as companhias aéreas parceiras estavam cumprindo [requisitos comerciais internacionais] quando na verdade não estavam”, diz o acordo.

“Em vez de fornecer varreduras de entrega precisas do Serviço Postal, com base no movimento do correio, a United enviou varreduras automatizadas com base nos tempos de entrega desejados. Essas varreduras não correspondiam ao movimento real da correspondência, conforme exigido pelos contratos.”, explica o Departamento de Justiça. 

O Departamento acrescenta que, por meio desses dados falsificados, a companhia aérea garantiu milhões de dólares em pagamentos aos quais não tinha direito. 

Além disso, “certos indivíduos na United” sabiam que os dados estavam incorretos e que sua transmissão violava os termos dos contratos.

Em um comunicado, a United Airlines disse que o Serviço Postal  “é um cliente valioso”.

“Estamos satisfeitos por ter corrigido esses procedimentos e esperamos servir os Correios no futuro”, acrescenta a companhia aérea.