Viracopos Vacinas

O Brasil deve receber amanhã (22) cerca de 1,5 milhão de doses da vacina da Janssen no Aeroporto Internacional de Viracopos. A informação foi divulgada pelo ministro da saúde Marcelo Queiroga durante uma audiência na Comissão sobre a Covid-19 no Senado.

Segundo o ministro, havia um acordo para a entrega de 3 milhões de doses da Janssen porém a entrega não aconteceu, a carga com as doses prevista para chegar amanhã também faz parte do acordo.

“Em relação à vacina da Janssen, essas vacinas estavam previstas no nosso calendário para o último trimestre do ano. Eram 38 milhões de doses. Inicialmente, negociamos com a Janssen e eles iriam nos antecipar na semana passada três milhões de doses. Lamentavelmente não foi possível a chegada dessas três milhões de doses”.

“Mas eu já antecipo em primeira mão que amanhã deve chegar no Aeroporto de Viracopos, 1,5 milhão de doses da vacina Janssen. São vacinas úteis, como as outras, mas essa é uma dose única que permite uma imunização mais rápida”. Disse Marcelo Queiroga

“Esse quantitativo que o ministro indicou, de 1,5 milhão de doses, estamos trabalhando ainda para tentar algumas confirmações ainda essa semana para doses adicionais desse novo imunizante, que passará a integrar então o PNI (Programa Nacional de Imunização)”. Completou.

O ministro não informou precisamente o horário de chegada das doses da Janssen, entretanto disse que deverá ser na parte da manhã. O país deverá receber em breve um carregamento de 1 milhão de doses da vacina da CoronaVac da China em um voo da Azul Linhas Aéreas.  

Mais de 800 mil doses da vacina Covid-19 da Pfizer chegam ao Brasil

O Ministério da Saúde recebeu, no último domingo (20/06), mais um lote de vacinas Covid-19 pelo consórcio Covax Facility. No total, 842,4 mil doses da Pfizer/BioNTech desembarcaram no Aeroporto de Viracopos (SP), cumprindo a previsão de chegada dessa remessa para junho.

Esse é o primeiro lote da farmacêutica que desembarcou no País oriundo da aliança liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e outros parceiros. O contrato do Brasil com a Covax prevê 42,5 milhões de doses de vacinas Covid-19 de diferentes laboratórios até o fim de 2021.

Até então, o Brasil havia recebido lotes via Covax Facility da vacina da AstraZeneca/Oxford, produzidos na Coreia do Sul e adquiridas através do Fundo Rotatório da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS). Todas as mais de 5 milhões de doses já foram distribuídas aos estados e Distrito Federal. Ainda está prevista a entrega de mais 4 milhões de doses do mesmo laboratório até julho.

 

Fonte: G1 e Ministério de Saúde

DEIXE UMA RESPOSTA