Aeroportos Dubai ACI World Aeroportos
Foto: Dubai Airports

O Conselho Internacional de Aeroportos (Airports Council International |ACI World) publicou hoje (25) seu relatório anual World Airport Traffic Dataset, que revela a magnitude da recuperação do setor de aviação e confirma as classificações globais de tráfego aéreo para todo o ano de 2021.

O World Airport Traffic Dataset é o conjunto de dados de estatísticas aeroportuárias mais abrangente do setor, que apresenta o tráfego aeroportuário de mais de 2.600 aeroportos em mais de 180 países e territórios.

Ele fornece uma visão da demanda do transporte aéreo nos aeroportos do mundo em três áreas: passageiros (internacionais e domésticos), carga aérea (frete e correio) e movimentos de aeronaves (movimentos de transporte aéreo e aviação geral).

“Após a divulgação dos dados preliminares no início do ano, temos o prazer de compartilhar o conjunto completo de dados que consta do relatório anual de ACI referente ao tráfego global de aeroportos “, disse o diretor-geral de ACI World, Luis Felipe de Oliveira.

“Ele continua sendo a fonte oficial de dados globais sobre a demanda de transporte aéreo nos principais mercados de cidades na África, Ásia-Pacífico, Europa, América Latina-Caribe, Oriente Médio e América do Norte. Também é a principal referência do setor para classificações de tráfego aéreo por tipo e região. O ano de 2021 representa o início da recuperação da indústria da aviação.”

“Enquanto alguns dos aeroportos líderes, que tradicionalmente eram os mais movimentados, voltaram para os níveis superiores, outras regiões lutam para se recuperar, levando novos entrantes ao top 20. Com muitos países tomando medidas para o retorno a uma certa normalidade, acabando com quase todas as medidas de saúde e restrições de viagem apoiados pela ciência, nós comemoramos a continuação da recuperação da demanda de viagens aéreas em 2022, apesar de certos ventos contrários”, completou De Oliveira.

 

 

Tráfego de passageiros

Em 2021, os aeroportos do mundo receberam 4,6 bilhões de passageiros, representando um aumento de 28,3% em relação a 2020, ou uma queda de 49,5% em relação aos resultados de 2019.

Os 20 principais aeroportos, representando 19% do tráfego global (863 milhões de passageiros), tiveram um ganho de 42,9% em relação a 2020, ou uma queda de 31,9% em relação aos resultados de 2019 (1,27 bilhão de passageiros em 2019).

O Aeroporto Internacional Hartsfield-Jackson Atlanta (ATL, 75,7 milhões de passageiros, +76,4%) está de volta ao topo do ranking de 2021, seguido por Dallas Forth Worth (DFW, 62,5 milhões de passageiros, +58,7%) e Denver (DEN, 58,8 milhões de passageiros , +74,4%).

Entre os 20 melhores aeroportos do ranking, quase todos têm tráfego doméstico significativo, representando 65% a 100% do total de passageiros. A única exceção é o Aeroporto Internacional de Istambul (IST) com uma maior quota de tráfego internacional (72% do tráfego de passageiros).

 

Carga aérea

Os volumes de carga aérea aumentaram 15,4% em relação ao ano anterior (+4,5% em relação a 2019), para um recorde de 125 milhões de toneladas métricas em 2021. Os volumes de carga aérea nos 20 principais aeroportos, que representam cerca de 44% (54,8 milhões de toneladas métricas) dos volumes globais em 2021, ganharam 14,7% em 2021, ano a ano, ou 13,4% em relação a 2019.

O ganho pode ser atribuído à melhoria das condições econômicas que impulsionaram o aumento da demanda por bens de consumo e produtos farmacêuticos (como equipamentos de proteção individual e vacinas).

Hong Kong (HKG, 5,0 milhões de toneladas métricas, +12,5%) recuperou a primeira posição de Memphis (MEM, 4,5 milhões de toneladas métricas, -2,9%) que recuou para a segunda posição, seguida por Xangai (PVG, 4 milhões de toneladas métricas, + 8,0%) em terceiro.

Comparado aos níveis pré-pandemia, o maior salto no ranking dos top 20 foi registrado pelo Aeroporto Internacional O’Hare (ORD), de Chicago, que melhorou sua colocação em sete posições, de 18º em 2019 para 11º em 2021.

Aeroportos

 

Movimentos de aeronaves

Os movimentos globais de aeronaves em 2021 ficaram perto de 74 milhões, representando um ganho de 18,7% em relação aos resultados de 2020, ou -28,2% em relação a 2019.

Os 20 principais aeroportos, que representam 12% do tráfego global (8,7 milhões de movimentos), tiveram um ganho de 27,9% em relação aos resultados de 2020, ou uma queda de 15,7% em relação aos resultados de 2019 (10,3 milhões em 2019).

ATL está no topo com 708 mil movimentos (+29,1% em relação a 2020), mas ainda abaixo do resultado de 2019, de 904 mil movimentos (-21,7%). ORD ainda está em segundo lugar depois de ter estado à frente de ATL em 2019 e 2018.

 

Via: ACI World