TUI Pilot copiloto copilot
Foto: Reprodução

Um copiloto da TUI Airways virou destaque nesta semana ao agilizar todo o processo de serviço de solo, em um voo da companhia que estava 32 horas atrasado.

O fato ocorreu no Aeroporto de Manchester, onde os passageiros enfrentam um caos nas últimas semanas em meio a cancelamentos de voos e vários atrasos. A própria TUI declarou que cancelará seis voos por dia até o final de junho.

De acordo com uma passageira, Jenny Cook, que foi testemunha da ação, o copiloto Simon desceu ao solo para ajudar no carregamento de bagagens no porão da aeronave, uma função normalmente realizada pelos aeroviários.

Além do atraso em um dia, o voo de Manchester para Creta (Grécia) estava atrasado, e precisava decolar em até 40 minutos. Por este motivo Simon precisou agir para agilizar o carregamento do avião, e iniciar o quanto antes o pushback.

“Meu copiloto Simon está até carregando malas”, disse o comandante do voo, após ressaltar que o atraso do avião em solo era devido às dificuldades no carregamento do avião.

Quando retornou ao avião, o copiloto foi aplaudido pelos passageiros, pelo seu trabalho. 

“Embora não seja algo que nossos pilotos normalmente fariam, este vídeo é um exemplo da incrível dedicação dos colegas da TUI que estão fazendo tudo o que podem para levar os clientes em suas férias”, disse um porta-voz da companhia aérea.

No vídeo abaixo podemos ver que Simon trabalha juntamente com outro funcionário de solo, auxiliando no carregamento da aeronave.

O primeiro voo para Creta estava marcado para domingo de manhã, dia 29 de maio, mas depois de embarcar no avião e esperar três horas, eles foram instruídos a voltar para casa ‘sem motivo’. O vídeo acima foi gravado na segunda-feira (30), em um reagendamento da TUI.

A Swissport, empresa responsável pelos serviços de solo da TUI, está enfrentando uma escassez temporária de funcionários, assim como outras empresas do setor na Europa. Por este motivo alguns voos estão sendo atrasados ou cancelados.

Um porta-voz da Swissport pediu desculpas pelos atrasos e interrupções.

“Estamos fazendo tudo o que podemos para lidar com nosso papel em atender nossos desafios de recursos, recebendo mais de 2.000 novos colegas desde o início do ano, e continuamos trabalhando com nossos parceiros para identificar medidas de contingência e melhorar os tempos de entrega de bagagens e aeronaves.”

 

Via: BBC