Aeronaves Artigos Militar Não categorizado

#3 Supremacia Aérea – MiG 35

O caça MiG-35 é uma aeronave desenvolvida a partir do Mig-29. Sua primeira aparição foi em 2009 quando a Rússia mostrou ao mundo seu novo caça de guerra. O MiG-35 é um caça surpreendente. O MIG-29 já era um caça muito capaz em sua época, porém, ele tinha um sério problema que, na verdade é conseqüência da antiga doutrina soviética de que seus caças fossem comandados por estações de radar em terra, tendo assim, pouca autonomia para operar uma interceptação ou outras missões de combate aéreo ar-ar sem esse apoio.

O MIG-35 possui diversas modificações que o tornam mais autónomo em relação a esse comando de terra. O centro dessa modificação é o novo radar de varredura eletrónica ativa (AESA) Phazotron NIIR Zhuk-AE. Este moderníssimo radar representa um grande avanço, não apenas em relação ao radar anterior N-019 do mesmo fabricante, como também, em comparação com os radares russos em geral. O Zhuk AE é capaz de rastrear 30 alvos e atacar 6 deles, simultaneamente. Este radar opera com uma abertura de 70º para cada lado e tem um alcance de 160 km contra alvos aéreos e até 300 km contra navios de grande porte.

O MIG-35 possui uma suíte de autodefesa composta por um sistema de detecção de lançamento e aproximação de mísseis guiados por infravermelho chamado de SOAR. Além de alertar ao piloto quando um míssil desse tipo foi lançado e a sua aproximação, este moderno dispositivo, informa até a direção de onde vem o míssil. Um sistema de alerta de radar RWR composto por 4 antenas montadas nas pontas da superfícies verticais e em cada ponta do bordo de ataque das asas informa ao piloto quando o caça estiver sendo rastreado por um radar hostil. O MIG-35 possui dois lançadores de iscas com 16 flares, cada, para despistar mísseis guiados por infravermelho (IR).

O MIG-35 é propulsado dois motores de uma nova versão do motor original do MIG-29. Este motor se chama RD-33MK e tem diversas melhorias incorporadas pelos seu fabricante, a Klimov. As melhorias nesse motor foram o aumento da potência para 9000 kgf com pós-combustor; a redução quase total de fumaça que comprometia a discrição dos MIG-29. Essa nova propulsão, o MIG-35 atinge velocidade máxima de 2125 km/h em alta altitude e sua relação empuxo peso foi a 1,14 permitindo acelerações rápidas e uma razão de subida espetacular de 19800 metros por minuto.

O MIG-35 parece ser a ultima cartada da famosa fabricante de caças para se manter no concorrido mercado de aeronaves de combate.

Operadores

  • Rússia

Aí o que você acha do Mig 35? Deixe sua resposta nos comentários e curta nossa página no facebook, curta nossa perfil no instagram e aprecie nossos vídeos no youtube.

About the author

Rodrigo Rott

Rodrigo Rott

Newsletter

[newsletter_signup_form id=1]

Facebook

Em busca de hotel?


Share This