A partir do dia 16 de abril, o embarque internacional do Terminal 2 do GRU Airport, Aeroporto Internacional de São Paulo, passa a funcionar no mesmo local onde hoje é realizado o embarque doméstico. A transferência faz parte das obras de modernização do Terminal 2 e visa facilitar a orientação dos passageiros, centralizando em uma única área os embarques doméstico e internacional.

Desde novembro do ano passado, o embarque doméstico é realizado em uma área central do Terminal 2. Agora, com a transferência do embarque internacional para essa mesma área, a Concessionária finaliza mais uma etapa do projeto de modernização.

A estrutura antiga do Terminal 2 contava com quatro áreas de embarque, considerando voos domésticos e internacionais. “Dentro do novo projeto, a ideia é que todos os passageiros acessem a área de embarque por um único local e depois migrem para o respectivo portão do seu voo. Com isso, será mais fácil para o passageiro se orientar no terminal”, destaca o presidente do GRU Airport, Gustavo Figueiredo.

As principais melhorias da modernização do Terminal 2 são a ampliação de áreas operacionais, como check-in, restituição de bagagem e saguões de embarque e desembarque, promovendo mais conforto ao passageiro, além de aumentar a eficiência operacional.

Outro importante benefício será o ganho de agilidade no processo de conexão de um voo doméstico para internacional. A partir de agora, o usuário que fizer check-in em algum aeroporto brasileiro para uma viagem internacional com programação de parada em Guarulhos, não precisará mais sair da área restrita de embarque, restituir as bagagens e apresentar-se novamente no balcão da companhia aérea. Todo o processo será feito pela área interna do terminal, sem necessidade de desembarque. “O aeroporto, tal como foi feito, em 1985, não previa área para conexão. Então, havia aquela dificuldade de o passageiro ter que sair, fazer a conexão e embarcar de novo”, explica Figueiredo.

Pelo contrato de concessão, o administrador aeroportuário deve concluir o redimensionamento das áreas operacionais até maio de 2016. Ao todo, serão acrescidos 23 mil m² de área para a operação e atividade comercial. Até o fim deste ano, a Concessionária também irá promover melhorias no sistema de distribuição de bagagens. Para 2017, estão previstas obras de ambientação, de caráter mais estético.

 

Veja mais em – GRUAirport reformula atuais terminal 1 e 2

COMPARTILHAR