Azul

A Azul Linhas Aéreas divulgou nesta quinta-feira (07/10) que deve operar com sua maior malha de voos da história, atendendo entre dezembro e janeiro cerca de 135 destinos. Serão 128 destinos no mercado doméstico, e mais dois internacionais (Miami e Lisboa).

Para comparação, a maior malha já operada pela Azul, no verão de 2019, foi de 116 destinos.

De acordo com a companhia, ela será a única operando em 80% das rotas. Nas últimas semanas a companhia apresentou diversos voos diretos, principalmente ligando o interior aos destinos turísticos na alta temporada.

A companhia abriu a venda de voos entre Florianópolis (SC) e Maringá (PR), por exemplo, e entre Uberlândia (MG) e Porto Seguro (BA). A companhia também anunciou três rotas para o Nordeste na alta temporada a partir de Campos Grande (MS), confira mais Clicando Aqui. Florianópolis volta ao assunto, com as 10 novas rotas a partir desta alta temporada.

Recife, por sua vez, ganhou novas rotas da Azul. Serão 628 voos semanais no estado, sendo que 593 deles partirão do Recife. Você pode conferir esta malha Clicando Aqui.

De acordo com Vitor Silva, gerente de planejamento de malha da Azul, a aposta da companhia é reduzir a frequência de voos entre seus hubs e as capitais, ao mesmo tempo que implementa novas rotas inéditas entre as cidades, diminuindo o “peso” do hub na malha.

A Azul como sempre destaca que isso só é possível devido à frota com 7 aeronaves de diferentes capacidades de passageiros.

O desafio para chegar em 150 destinos, de acordo com Vitor Silva, gerente de planejamento de malha da Azul, é a infraestrutura dos aeroportos no interior do Brasil.

Vitor citou que a infraestrutura permite algumas operações especiais, como a 2ª frequência para Ji-Paraná (RO), devido a uma adequação do terminal para ser mais seguro, e receber o operações noturnas.

Na parte internacional a Azul vai recuperar aos poucos a demanda, ampliando de 4 para 7 as frequências semanais entre Viracopos e Lisboa, e cumprindo voos diários para a Flórida (EUA) em dezembro. Antes da pandemia a Azul chegou a cumprir dois voos por dia entre Campinas e Lisboa, e quatro voos semanais entre Campinas e Porto, em Portugal.

Para conseguir expandir ainda mais as operações no verão, a Azul está recebendo novas aeronaves. Em setembro a companhia recebeu mais um Airbus A320neo, que pode transportar 174 passageiros, e em outubro deve receber dois novos aviões Cessna Grand Caravan.

DEIXE UMA RESPOSTA