• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

Aeronave cai no Rio Guaíba em Porto Alegre; piloto ainda não foi encontrado

Wega 180 PU-ERW Acidente Porto Alegre
Monomotor ultraleve WEGA 180 PU-ERW caiu no Rio Guaíba em Porto Alegre após seis minutos de voo. Foto: Wega Aircraft.

Uma aeronave Wega 180 caiu no Rio Guaíba, na Zona Sul de Porto Alegre (RS) no final da tarde de segunda-feira (3). Equipes do Corpo de Bombeiros (CBMRS), Polícia Militar, Marinha e Força Aérea Brasileira (FAB) atuam nas buscas pelo avião de pequeno porte. 

Segundo GZH, militares do CBMRS encontraram partes do avião por volta das 23h30. O piloto, único tripulante, não foi localizado até o momento. As buscas são realizadas em terra água e mar, com apoio de embarcações da Marinha e da Companhia Especial de Busca e Salvamento (CEBS) dos bombeiros. 

Conforme dados do Flightradar24, o monomotor ultraleve de matrícula PU-ERW decolou de Eldorado do Sul às 17h45 (horário local), voando em direção à Zona Sul da Capital. Seis minutos depois o avião desapareceu perto do bairro Ponta Grossa, depois de perder altitude.

Em coletiva na manhã desta terça-feira, o CBMRS afirma que diversas partes da aeronave já foram encontradas, inclusive o assento do piloto Luiz Cláudio Petry, 43 anos. O aviador, no entanto, ainda não foi encontrado.

Segundo o Tenente Vagner Silveira, as buscas são realizadas pelos bombeiros e Polícia Militar por meios aéreos e aquáticos, com a expectativa de que Petry seja encontrado ainda com vida.

Ainda segundo o oficial, as últimas partes do monomotor foram coletadas entre a Boia 115 e a Pedra Baleia. As peças da aeronave serão inspecionadas pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), órgão da FAB, para determinar as causas do acidente. 

O comandante do incidente, Capitão Willen Silva, diz que as buscas são dificultadas pela correnteza e as águas escuras do Guaíba. Oito mergulhadores dos bombeiros estão empenhados na operação. 

Um helicóptero H-60L Black Hawk, do Esquadrão Pantera da FAB, sobrevoou o local de madrugada para auxiliar nas buscas. Os militares estariam usando óculos de visão noturna. Uma das especialidades da unidade, com sede na Base Aérea de Santa Maria, é a busca e resgate.

Segundo informações obtidas por AEROFLAP, o Wega 180 PU-ERW era baseado no Aeroclube do Rio Grande do Sul (ARGS), no bairro Belém Novo. É possível que o monomotor estivesse se deslocando ao aeródromo.

PU-ERW em um dos hangares do ARGS. Foto: Lorenzo Afonso – Arquivo Pessoal.

O Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB) mostra que a aeronave teve o certificado de aeronavegabilidade emitido em 2012 e apresenta situação de aeronavegabilidade normal.

A fabricante Wega Aircraft, de Santa Catarina, descreve o Wega 180 em seu site como uma “aeronave de asa baixa, empenagem convencional, cabine para dois ocupantes lado a lado, trem de pouso retrátil triciclo, conjunto moto propulsor instalado no nariz, construção em compósito.”

Comprimento – 6,55 m
Envergadura – 7,86 m
Altura – 2,31 m 
Peso vazio – 550 kg
Motor – Superior IO-360, com 180 hp 
Velocidade de Cruzeiro – 352 km/h 
Autonomia total – 6:40 h

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.

 


Estudante de Jornalismo na UFRGS, spotter e entusiasta de aviação militar.