Azul

A Azul S.A. (B3: AZUL4, NYSE: AZUL), a maior companhia aérea do Brasil em número de voos e cidades atendidas, divulgou hoje (08/06) os resultados preliminares de tráfego de maio de 2022.

O tráfego de passageiros consolidado (RPKs) aumentou 74,0% em relação a maio de 2021, frente a um aumento de 70,5% da capacidade (ASKs), resultando em uma taxa de ocupação de 77,3%, um aumento de 1,5 pontos percentuais comparado com o mesmo período em 2021.

A ocupação média das aeronaves foi de 77,3% na análise total, e de 76,3% no mercado doméstico, uma queda de 1.8 p.p. na comparação com o mesmo período de 2021.

No ano a demanda acumula uma alta de 36,2% no mercado doméstico, frente ao mesmo período de 2021. Já analisando também os voos internacionais, a demanda teve uma alta de 48,7%.

Comparando com os resultados da GOL, no mercado doméstico e no internacional a Azul ficou à frente da aérea fundada pelos Constantinos. Nos resultados de abril a ANAC divulgou um quase empate entre as duas companhias.

Comparando com os resultados da Azul em abril, a companhia registrou uma alta de 6,5% na demanda por voos domésticos em maio, o que explica esse crescimento.

“Em maio, as taxas de ocupação se mantiveram estáveis, combinadas com o rápido aumento das tarifas e da receita unitária. Estamos alavancando a recuperação do corporativo para maximizar receita e mantemos a expectativa de apurar receita recorde no 2º trimestre de 2022”, disse John Rodgerson, CEO da Azul.