F-16 JASSM antigos pré-bloco míssil
Chamadas de pré-bloco, as versões mais antigas do F-16 receberam uma reforço com a integração do míssil stealth AGM-158 JASSM. Foto: Todd Cromar/USAF.

Modelos mais antigos do caça F-16 Fighting Falcon dos EUA agora terão uma nova arma em seu arsenal. Os F-16C/D Block 30, usados por unidades da reserva e da Guarda Aérea Nacional (ANG) podem usar o míssil stealth AGM-158 JASSM (Joint Air-to-Surface Standoff Missile). 

Uma equipe formada por membros da ANG e do Centro de Testes da Reserva da Força Aérea (AATC) testaram o míssil JASSM em um F-16 do chamado “pré-bloco”, ou seja, das versões Block 15, 20 e 30.

Mecânicos do AATC instalando um míssil JASSM em um F-16 pré-bloco. Foto: Todd Cromar/USAF.

O míssil só havia sido integrado originalmente nos F-16 Block 50/52 e 52+, mais modernos e capazes que os aviões mais antigos. No entanto, os EUA ainda mantém um bom número de F-16 pré-bloco em uso: sete unidades da ANG e duas da reserva seguem operando os F-16 “antigos”. 

O Tenente-coronel Dustin Brown, diretor da força de teste combinada do F-16, disse que o teste realizado no dia 08/06 foi significativo. Ele permite que um F-16 mais antigo “acompanhe e às vezes exceda as capacidades dos F-16 mais novos.”

“Ao validar o uso do JASSM com o F-16 pré-bloco, estamos garantindo que as aeronaves de 4ª geração possam participar de grandes operações de combate e complementar as missões de aeronaves de 5ª geração”, afirma o oficial, dizendo que testes como esse são importantes para manter o F-16 relevante em futuros conflitos.

O objetivo de integrar uma arma avançada em aviões mais antigos é dar mais poder de fogo aos reservistas e militares da ANG. Apesar de terem uma natureza auxiliar, muitas vezes as unidades de reserva e da Guarda Aérea nacional acabam sendo enviadas para a linha de frente do combate. 

Desenvolvido pela Lockheed Martin para as Forças Armadas dos EUA, o AGM-158 JASSM é um míssil de cruzeiro com características de baixa-observabilidade (stealth), em serviço com a USAF desde 2009.

Míssil AGM-158 Joint Air-to-Surface Standoff Missile (JASSM) da Lockheed Martin. Foto: Robert Frola via Wikimedia.

O armamento tem um alcance de 370km e possui uma ogiva de 450kg de explosivos, reforçada para a penetração de alvos como hangares e bunkers reforçados.

Sua variante mais nova, chamada de JASSM-ER, entrou em serviço em 2014, tem um alcance de 925km e também é base para o AGM-158C LRASM, novo míssil anti-navio de longo alcance para a Marinha dos EUA, atualmente em desenvolvimento.