Airbus A320 P2F Cargo
Foto: calltower118.6 / Instagram

A Airbus começa a aparecer para o mercado de transporte de cargas, depois do A321 agora foi a vez do modelo A320 ser convertido em cargueiro. Este é o primeiro avião do tipo a ser convertido em cargueiro.

Em um mercado dominado pela norte-americana Boeing, a europeia Airbus começa a mostrar suas novas opções de porte médio para tentar concorrer com a rival. O primeiro Airbus A320 P2F foi visto em Changi na Cingapura.

A aeronave agora com a matrícula D-AAES está sob os cuidados da Singapore Technologies Aerospace Resources que está realizando a conversão da aeronave para o transporte de cargas, conversão chamada de P2F. A aeronave foi entregue à ST Aerospace em março de 2021.

Originalmente o D-AAES foi recebido pela TAM Linhas Aéreas em abril de 2006 sob a matrícula PR-MBB. A aeronave era utilizada principalmente em voos internacionais pela América do Sul, pois foi recebido com a configuração para 12 assentos na Classe Executiva e mais 144 na Classe Econômica. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por G-BOSP (@calltower118.6)

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por G-BOSP (@calltower118.6)

A aeronave foi devolvida pela empresa brasileira em 2017, que já se chamava LATAM Airlines Brasil, e foi voar pela IndiGo. O A320 que é equipado com motores IAE V2527-A5 permaneceu em operação pela empresa indiana até o final de 2020 quando foi repassado para a ST em março deste ano.

O A320P2F terá a capacidade de transportar 10 pallets na cabine superior, e sete nos porões de carga. O avião ainda suporta uma carga útil total de 21,9 toneladas.

Anteriormente as companhias aéreas tinham a opção de converter somente o A321ceo para o transporte de cargas, no entanto, a ST Engineering, agora também oferta o A320ceo, e este é o primeiro com essa configuração. A aeronave ainda irá passar pelos voos de teste e capacitação e posteriormente será homologado se tudo estiver em conformidade com os padrões de segurança.

DEIXE UMA RESPOSTA