Drone Bayraktar TB2 Ucrânia guerra
Bayraktar TB2 da Força Aérea Ucraniana. Foto: Yulii Zozulia/Ukrinform/Future Publishing via Getty Images,

A companhia turca Baykar, fabricante dos drones de combate Bayraktar TB2, afirmou nesta segunda-feira (27) que doará três dos drones à Ucrânia. As aeronaves não-tripuladas são vistas como um símbolo da resistência ucraniana contra a invasão da Rússia, que completou quatro meses na última sexta-feira. 

No comunicado divulgado em inglês, russo e turco pelo Twitter, a Baykar diz que tomou conhecimento que uma campanha de financiamento coletivo, chamada de “The People’s Bayrkatar”, arrecadou valor suficiente para a compra de vários drones Bayraktar. 

No entanto, a fabricante turca diz que não aceitará o dinheiro, afirmando que doará três drones para uso na linha de frente da guerra. A Baykar pede “que os fundos angariados sejam remetidos, em vez disso, para o povo em dificuldades da Ucrânia”, dizendo que foram “tocados por sua solidariedade e determinação diante de desafios aparentemente intransponíveis.”

 

 
Conforme o Odessa Journal, a campanha liderada pelo apresentador de TV Ucraniano Serhiy Prytula obteve 600 milhões de Grívnias (US$ 20,3 milhões) em quatro dias, o suficiente para a compra de quatro drones. 
 
“Agradeço a todos que aderiram ao projeto “Bayraktar do Povo”!!! Realmente foi um projeto que uniu a todos independente de idade, sexo ou religião! Amo todos vocês e tenho orgulho de respirar o mesmo ar que vocês! Nossa equipe foi preparar uma história ainda mais sólida para vocêsdisse Prytula em seu canal no Telegram, comemorando o resultado da campanha lançada por ele mesmo no dia de seu aniversário de 41 anos. 
 
drone baykar bayraktar tb2
TB2 da Marinha da Ucrânia.
Como mencionado anteriormente, o Bayraktar TB2 se tornou um emblema da luta ucraniana contra as tropas de Moscou, que invadiram o país em 24/02. O avião não tripulado ganhou destaque no conflito de Nagorno-Karabakh entre Azerbaijão e Armênia em 2020. Nas mãos dos azeris, os TB2 foram usados para neutralizar tropas e atacar tanques e até mesmo sistemas antiaéreos avançados como o Pantsir de origem russa.
 
No recente conflito no Leste Europeu, o TB2 tem sido usado da mesma maneira e novamente com destaque, tornando-se até mesmo tema de uma música composta pelos próprios militares ucranianos. 
 

Seu emprego, todavia, não ocorre de forma fácil. Mesmo apresentando uma baixa assinatura de radar por conta do tamanho e uso de compósitos na sua construção, oito drones Bayraktar ucranianos já foram perdidos em combate

O espaço aéreo ucraniano ainda está bastante contestado, apesar da vantagem russa. Dessa forma, os TB2 acabam enfrentando não só as várias baterias russas que formam “camadas antiaéreas” na região, mas também os próprios caças das Forças Aeroespaciais Russas, como o avançado Su-35 Flanker-E.

Em recente entrevista ao The War Zone, dois pilotos de caça da Força Aérea Ucraniana disseram que os TB2 “tornaram- se praticamente inúteis diante das defesas aéreas russas mais robustas.”

Saiba mais detalhes sobre a história do Bayraktar, sua operação e armamentos nesta matéria especial do Portal Aeroflap.