MiG-29 Fulcrum Ucrânia
A bordo de seu caça MiG-29 Fulcrum, o "Fantasma de Kiev" teria derrubado seis aviões de combate russos. Pelo menos é o que diz a lenda urbana que viralizou nas redes sociais.

Em meio à guerra entre Ucrânia e Rússia que se iniciou na madrugada de quarta para quinta-feira (24), surgiram relatos de um Ás da Força Aérea Ucraniana (UAF), apelidado de “Fantasma de Kiev”. Com seu caça MiG-29 Fulcrum, o piloto que já foi até chamado de Vladimir teria abatido seis caças russos, tornando-se o primeiro Ás do Século 21. 

Centenas de contas no TikTok, Facebook, YouTube e principalmente no Twitter tem compartilhado a história, dizendo que um piloto ucraniano com seu velho mas confiável Mikoyan Gurevich MiG-29 tem decolado com mísseis ar-ar, levando terror aos caças dos invasores russos. 

Vídeos mostrando um Fulcrum da UAF sobrevoando prédios da capital ucraniana foram atribuídos ao Fantasma de Kiev, alguns até mesmo afirmando que seria mais um de seus voos de combate. 

https://twitter.com/hopblogger/status/1497066090827968515

As primeiras postagens diziam que ele teria derrubado, sozinho, quatro aviões inimigos. Mais tarde as publicações nas redes aumentaram esse número para seis, tornando assim o Fantasma de Kiev o primeiro piloto de caça a se tornar um Ás no século 21, tudo isso em um dia, conferindo-o também o título de “Ace In a Day.” 

Ás é o piloto de caça que consegue abater cinco aviões inimigos, ao passo que Ace in a Day é o aviador que consegue derrubar cinco aviões em apenas um dia. Qualquer um dos dois feitos seria algo impressionante, especialmente no combate aéreo moderno. 

 

Até mesmo o próprio Ministério da Defesa da Ucrânia “entrou no hype” dos relatos.

“Dezenas de pilotos militares experientes, do capitão ao general, que haviam sido dispensados da reserva, estão retornando à Força Aérea das Forças Armadas. Quem sabe, talvez um deles seja o vingador aéreo do MiG-29, que é visto com tanta frequência pelos Kyivites!”, diz a postagem do órgão no Twitter.

https://twitter.com/DefenceU/status/1497131765579800591

Apesar da viralização da história do “Ghost of Kiev”, a verdade é que não há qualquer confirmação de que o suposto Ás realmente exista e tenha derrubado dois Su-35, dois Su-25, um Su-27 e um MiG-29 da Rússia, como está sendo compartilhado até mesmo em grandes canais de mídia. 

Ao que tudo indica, o Fantasma de Kiev é realmente um fantasma, uma lenda urbana ou até mesmo uma propaganda para aumentar o moral das tropas ucranianas, enquanto resistem à invasão de uma força muito maior.

Não existem imagens nem mesmo de destroços de nenhum modelo das aeronaves que ele teria abatido, ao contrário de outros aviões e helicópteros russos e ucranianos cuja derrubada já havia sido confirmada pelos dois lados. 

E à medida que a lenda vai sendo republicada e recontada por milhões de pessoas simultaneamente, ela se torna cada vez mais distorcida e distante da realidade. Ao mesmo tempo em que faz as pessoas vibrarem com a história, o Fantasma de Kiev também vira um meme. Até camisas e adesivos do ás ucraniano já estão sendo vendidos pela web. 

Na manhã desta sexta-feira (25), a lenda do Fantasma de Kiev viralizou ainda mais com o surgimento de outro vídeo, também atribuído ao piloto mítico. As imagens foram compartilhadas até mesmo pela GloboNews, mas não são reais. 

https://twitter.com/ArmedForcesUkr/status/1497168204212416512

G1/Captura de tela.

O vídeo na verdade foi produzido através do simulador de voo/jogo de computador DCS (Digital Combat Simulator). Segundo o autor das imagens, o canal Comrade_Corb no Youtube, o vídeo foi feito justamente como uma homenagem à lenda do Fantasma de Kiev:

“Esta filmagem é do DCS, mas, no entanto, é feita em respeito ao “The Ghost of Kiev”. Se ele é real, que Deus esteja com ele; se ele for falso, rezo por mais como “ele”. Bem-aventurados os que lêem”, diz na descrição do vídeo postado nesta sexta-feira e que já tinha mais de 642 mil visualizações até 12h45. 
 

 
É comum que o público geral confunda imagens de DCS – e outros jogos como Arma 3 – com a “vida real”, até mesmo pela alta qualidade gráfica dos games. Como o vídeo também está sendo compartilhado com baixa resolução e não a mesma do vídeo original, fica ainda mais fácil confundir os dois.
 
Some esse fatores à histeria da guerra em si, com o altíssimo número de mídias e informações compartilhadas em quase tempo real, e você viraliza as imagens com base em uma história que já é ainda mais viral.
 
Infelizmente é mais um caso de “Névoa de Guerra”, um termo associado ao analista militar prussiano Carl von Clausewitz, que fala sobre a incerteza sobre os participantes da guerra em relação ao que está acontecendo e as capacidades do inimigo. 
 
MiG-29 Fantasma de Kiev Ucrânia Rússia
Uma das várias artes homenageando a lenda do Fantasma de Kiev. Imagem via redes sociais.
Essa mesma incerteza acaba atingindo a população geral e a mídia, através de fotos e vídeos que não condizem com a atual beligerância entre Rússia e Ucrânia, levando cada vez mais confusão e desinformação à medida que a situação vai se agravando.
E como observa o portal The Aviationist, “a tragédia da guerra para todas as partes da região continua, essas histórias bizarras são um lembrete gritante de que, em última análise, a tarefa de decidir a narrativa da história na guerra geralmente recai sobre o vencedor. A partir desta hora, ninguém tem certeza de quem será.”