Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

Foto: NATO Air Command

A Força Aérea Real Holandesa (RNLAF) vai realizar nesta quinta-feira (07) o último voo operacional de seu clássico avião-tanque KDC-10, com um tour de despedida pelo país. 

A RNLAF operou um total de três DC-10, as maiores aeronaves já presentes na sua frota. As primeiras aeronaves adquiridas foram convertidas a partir de dois DC-10-30F que pertenciam à companhia aérea holandesa Martinair. Os jatos entraram em serviço militar na década de 1990. O T-235, que fará o último voo nesta semana, é uma dessas aeronaves. Batizado como ‘Jan Scheffer’, o trijato tem 44,9 anos e operou também com a Garuda Indonesia e a Philippine Airlines, segundo dados do site Planespotters.net.

O T-264 ‘Prins Bernhard’ foi aposentado do serviço militar em 2019, mas foi adquirido pela companhia privada Omega Aerial Refueling Services dos Estados Unidos. O mesmo pode ocorrer com o T-235. O Omega já tinha um DC-10 na sua frota, contudo, ele não tinha a lança de reabastecimento em voo, apenas os pods com mangueiras. Agora, o mesmo deve ocorrer com o T-235.

A RNLAF chegou a adquirir um terceiro DC-10, o T-255, que pertencia à United Airlines. Todavia, a aeronave ficou apenas três anos em operação na Holanda e nunca foi convertida para realizar reabastecimento em voo. Após ser aposentado, foi sucateado. 

https://twitter.com/NATO_AIRCOM/status/1445352994254598144

Todos os KDC-10/DC-10 da Holanda foram operados pelo 334th Transport Squadron, com sede na Base Aérea de Eindhoven. É lá que ficarão baseados os seus substitutos, os Airbus A330 MRTT da Frota Multinacional de Reabastecedores (Multinational MRTT Fleet – MMF) da OTAN.

O quinto de nove aviões adquiridos conjuntamente entre Bélgica, República Tcheca, Alemanha, Luxemburgo, Noruega e Holanda chegou na base no início de setembro. A parceria multinacional visa fornecer uma capacidade estratégica de reabastecimento em voo, transporte de longo alcance e evacuação aeromédica para os países participantes. 

DEIXE UMA RESPOSTA