E-99M Foto - FAB

Na última sexta-feira, dia 16, aconteceu na unidade da Embraer de Gavião Peixoto o primeiro voo da aeronave E-99M. 

A aeronave que tem como principal missão detectar alvos aéreos e transmitir as informações de detecção para os centros de controle em terra, tem uma grande importância estratégica para a FAB.

“O E-99M terá ampliada a sua capacidade de integração com as novas plataformas da FAB, como por exemplo o F-39 Gripen e o KC-390”, conclui o Coronel Wilson.

Foto – FAB

 

Mais sobre o E-99M

Sabemos a real função da aeronave que será operada pelo Esquadrão Guardião (2°/6° GAV), na Ala 2, em Anápolis (GO), mas pouco se sabe ainda sobre as atualização significativas que a aeronave recebeu.

A principal antena de detecção da aeronave tem uma capacidade de 300 graus, seu antigo era a PS-890 Erieye. Já o E-99M tem uma modernizada bem simular a antena do avião radar, Saab Global Eye.

Foto: Autor desconhecido

Pelo o que se sabe com a atualização dos sistemas de reconhecimento o E-99M poderá fazer detecções aéreas, navais e agora terrestres também.

Com as novas atualizações a extensão de área de cobertura dos sensores subiu para 723 km, bem a mais dos pouco mais de 100 km, que eram possível com o E-99 antes da modernização.

Outros sistemas fazem parte do pacote de atualização, como um novo conjunto de comunicações, novo sistema de identificação amigo/inimigo (IFF, Identification Friend or Foe), de uma suíte inteligência de sinais e outra de auto-defesa.

Gripen E-Foto/Divulgação- SAAB

Na última sexta voou o primeiro E-99M, com tudo existem mais aeronaves E-99 a serem atualizadas e isso deve acontecer até 2022.

Com essa atualização a FAB vai se atualizando para se adequar a um futuro que envolve mais tecnologias e aeronaves de geração mais atual como o KC-390 e o caça Gripen NG (F-39), que começará a chegar em 2021.