• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

Homem tenta ‘esfaquear’ comissária de bordo e abrir saída de emergência de avião em voo da United

Passageiro em voo da United tenta esfaquear comissária da bordo
Imagem: Reprodução USA Today

Mais um caso de passageiro indisciplinado ocorreu nos EUA, em mais um caso a bordo de um voo da United, um passageiro tentou esfaquear uma comissária de bordo além de tentar também abrir a porta do avião em pleno voo.

O Ministério Público dos EUA em Massachusetts acusou o passageiro Francisco Torres de 33 anos de interferência e tentativa de interferência contra tripulantes de voo além de uso de arma em aviões. O fato ocorreu no último domingo (05) em um voo da United de Los Angeles para Boston.

A fúria do passageiro contra a comissária de bordo da United aconteceu cerca de 45 minutos antes do pouso previsto em Boston. As alegações iniciais indicavam que Francisco Torres havia modificado o mecanismo de tranca da porta da aeronave.

Torres então foi questionado por um dos comissários de bordo da United que logo em seguida avisou o comandante que o passageiro poderia ser uma ameaça a segurança de todos a bordo. 

Após o questionamento, ele se dirigiu as janelas da saída de emergência com um objeto na mão, empurrou um dos tripulantes e tentou ‘esfaquear’ a comissária da United. O objeto em questão era uma colher de prata que o passageiro pegou e tentou quebrar dentro do banheiro do avião para se tornar um objeto cortante. 

Torres chegou a fazer três tentativas de ‘esfaqueamento’ contra a comissária, que não foi atingida pois os golpes pegaram na corrente e na gravata da mesma. 

Neste momento, os outros comissários e também alguns passageiros ajudaram a conter Torres até que a aeronave fizesse o pouso. Logo após o pouso, o passageiro foi preso e no interrogatório admitiu todos os atos praticados a bordo do voo da United.

Veja também:

O passageiro também esteve ciente de que se abrisse uma das saídas de emergência em voo poderia levar alguns passageiros a óbito. 

“Torres afirmou que acreditava que o comissário estava tentando matá-lo, então ele estava tentando matar o comissário primeiro”, dizia um trecho da denúncia. 

A United agradeceu a ação rápida da tripulação neste caso e reforçou: “Temos tolerância zero para qualquer tipo de violência em nossos voos, e este cliente será proibido de voar na United enquanto se aguarda uma investigação”.

A presidente da Associação de Comissários de Voo disse em comunicado que estava aliviada por nenhum tripulante e passageiro estarem feridos e reforçou que uma lista de passageiros proibidos deveria ser criada com urgência.

“Quando incidentes como este acontecem, não apenas arriscam a segurança da tripulação envolvida, mas também tiram a capacidade dos comissários de bordo de responder a emergências médicas, de segurança ou de proteção. Isso coloca todos em risco e há tolerância zero para isso”, disse Sara Nelson.

 

 

Com informações do USA Today

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.