O Grupo LATAM Airlines S.A. divulgou as suas estatísticas preliminares de tráfego para agosto de 2018, incluindo o comparativo com o mesmo mês de 2017.

No âmbito geral, a demanda de passageiros aumentou 2,7%, enquanto a oferta teve um incremento de 6,3%. Como resultado, a taxa de ocupação para o mês teve redução de 2,8 pontos percentuais, alcançando 81,6%.

Já no mercado doméstico brasileiro a LATAM terminou estável no número de passageiros transportados, enquanto a demanda cresceu 1,9% no mesmo período. Com uma oferta maior, a taxa de ocupação caiu 1,5%, indo de 81,5% para 80%.

No geral o tráfego internacional de passageiros representou, aproximadamente, 58% do tráfego total de passageiros no mês. Com crescimento de 3,6% da demanda, 9,3% da oferta e com queda na taxa de ocupação de 4,6%.

Vale ressaltar que os dados do mercado internacional correspondem à toda operação da LATAM, incluindo todas as filiais do grupo.

A seguinte tabela resume as estatísticas operacionais do mês e do acumulado do ano para as principais unidades de negócio da LATAM.

 

Acumulado do ano

Já no acumulado do ano, que contabiliza os oito meses que se passaram, a LATAM registra crescimento de 1,6% na demanda para o mercado doméstico, com alta de 3,2% na oferta de assentos. Por causa dessa diferença entre a demanda e a oferta, a taxa de ocupação dos voos caiu 1,3 p.p. , indo de 81,6% para 80,4%.

O número de passageiros transportados foi 0,5% maior, comparando com o mesmo período de 2017.

 

Carga

No mercado de cargas a LATAM conseguiu obter um crescimento de 2,5% em agosto, com um aumento de 2,8% na oferta. Já no acumulado do ano a companhia aumentou sua oferta em 5,3 p.p. , com alta de 7,4 p.p. no volume transportado.

O fator médio de ocupação de carga foi de 53,8% em agosto e 54,3% no acumulado do ano.