MiG-29 Ucrânia
Caça Mikoyan Gurevich MiG-29 Fulcrum da Força Aérea Ucraniana.

A Ucrânia poderá receber um total de 70 caças a partir de países que são aliados da OTAN, através de um financiamento realizado pela União Europeia. Contudo, até o momento só há uma confirmação sobre essa informação.

Pilotos da Ucrânia já foram deslocados para a Polônia, de acordo com o site estrangeiro POLITICO, com finalidade de trasladar as primeiras seis unidades. No momento somente 20 aviões de combate serão alocados, os outros 50 dependem de negociações adicionais com a OTAN e União Europeia.

Misha Komadavsky, que é correspondente da Casa Branca, declarou em seu Twitter que os caças serão comprados a partir da Bulgária, Polônia e Eslováquia, que ainda utilizam aeronaves soviéticas para ataque, do mesmo modelo dos caças utilizados pela Ucrânia.

Contudo, um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Eslováquia disse ao site Newsweek na manhã desta terça-feira (1º/03): “A Eslováquia não fornecerá caças para a Ucrânia”. A Bulgária também rejeitou enviar caças MiG-29 para a Ucrânia.

“Atualmente, temos poucos aviões voando e eles não podem ser entregues em outro país”, disse o primeiro-ministro da Bulgária, Kiril Petkov. A Polônia por enquanto está fornecendo informações ambíguas sobre essa situação, enquanto fontes apontam que pilotos ucranianos já estão no país vizinho para buscar os primeiros caças.

MiG-29 da Polônia.

Vários países, incluindo até mesmo os não-europeus como o Canadá e Austrália, anunciaram pacotes com doações de equipamentos para a Ucrânia. A Polônia anunciou separadamente no domingo (27) a doação de mísseis ar-ar para uso em caças MiG-29 da Ucrânia. A carga já foi transferida em aviões IL-76 ucranianos.

Ainda não há um consenso se os caças serão doados ou vendidos em financiamento para a Ucrânia, visto que Josep Borell, chefe de segurança da União Europeia, forneceu as duas informações em dias diferentes.

Antes do início da guerra na última quinta-feira, a frota da Força Aérea da Ucrânia era composta por 51 caças MiG-29, 32 Sukhoi Su-27 Flanker e 17 Su-25 Frogfoot, incluindo nesta soma as variantes de treinamento. Pelo menos dois Su-25 já foram confirmados como abatidos através de imagens, além de um número ainda desconhecido de Su-27 e MiG-29.

A foto acima mostra caças MiG-29 danificados em solo durante um ataque russo, porém, não é possível afirmar sobre o estado das aeronaves. A Ucrânia tem vários caças em solo e utilizados somente para fornecer peças aos aviões em atividade, ou seja, estão totalmente desativados há anos.

 

 

Nota do editor: A Polônia decidiu horas depois não enviar aviões de combate para a Ucrânia, sejam financiados ou doados. Confira mais Clicando Aqui.