F-16 Romênia Noruega
F-16 da Romênia- Foto: Bogdan Pop/Forele Aeriene Române

O Governo da Romênia deu mais um passo para comprar 32 caças F-16 usados, ao aprovar o projeto de lei que autoriza a compra dos aviões de combate. 

Avaliados em 454 milhões de euros (US$ 475,2 milhões), os jatos F-16A/B MLU serão adquiridos junto à Força Aérea Real Norueguesa (RNoAF), que os aposentou no início deste ano. O contrato também inclui o treinamento de militares nos EUA. 

Caça F-16 da Noruega. Foto: Força Aérea Norueguesa.

“Esta solução garante, num curto espaço de tempo, a criação ao nível dos esquadrões da capacidade mínima operacional, de manutenção, de planeamento e de voo estritamente necessária para a operação segura da aeronave F-16 a adquirir”, disse o Ministério da Defesa Nacional romeno em comunicado. 

No final de maio a Noruega assinou um contrato de US$ 20,9 milhões com a Kongsberg para revisar os jatos antes que fossem vendidos à Romênia e a companhia civil Draken dos EUA. 

F-16 AM Romênia
F-16AM Fighting Falcon da Força Aérea Romena. Foto: Adrian Sultanoiu/Ministério da Defesa Romeno.

A Força Aérea Romena (RoAF) opera 17 caças F-16 usados, adquiridos dos estoques da Força Aérea Portuguesa em 2016. Os jatos operam ao lado dos veteranos MiG-21 LanceR modernizados, mas que vem apresentando problemas nos últimos anos. 

MiG-21 Lancer Romênia
Foto: Força Aérea Romena.

Após um acidente fatal em março, a RoAF suspendeu as operações com o MiG-21 até meados de maio, quando voltou a operar os caças com restrições, além de dar uma data para sua aposentadoria: 15 de maio de 2023. Isso fez com que o país acelerasse a compra dos F-16 ex-Noruega.