Sukhoi Su-57 Rússia
Caça Sukhoi Su-57 da Rússia. Foto: ©Sergei Savostianov /TASS

O caça de 5ª geração russo Sukhoi Su-57 deve receber motores novos e armamento hipersônico a partir de 2027.

Das 76 aeronaves em produção atualmente, 25 devem receber o motor Izdeliye 30 e o míssil hipersônico Kinzhal, este último já empregado pela Rússia com o MiG-31K Foxhound. Os caças stealth estão sendo produzidos através do contrato assinado entre o Ministério da Defesa Russo e a UAC (United Aircraft Corporation), estatal detentora da Sukhoi

A informação foi revelada por Andrei Yelchaninov, primeiro vice-presidente do Conselho da Comissão Militar-Industrial Russa (MIC), em entrevista à agência Interfax.

“Os testes da aeronave com o novo motor devem ser concluídos até 2024. Em geral, os testes com a entrega do motor de segundo estágio vão durar até 2026, a entrega da aeronave com novo visual está prevista como parte do novo estado programa de armamento de 2027″, disse Yelchaninov.

MiG-31K decolando de Khmeimim, Síria, com um míssil Kh-47M2 Kinzhal. Foto: MD Russo.

“No curto prazo, o Su-57 poderá usar armas hipersônicas, o míssil já está pronto”, disse Yelchaninov.

Segundo o Defense NewsA arma hipersônica destinada ao Su-57 provavelmente será o Kh-47M2 Kinzhal. Tal míssil já está em uso com o MiG-31, que inclusive já o carregou enquanto desdobrado na Síria. Acredita-se que o Kinzhal tenha uma velocidade entre Mach 7 e Mach 10, capaz de romper qualquer tipo de defesa em operação devido à sua alta velocidade.

Relatórios anteriores diziam que um míssil semelhante ao Kinzal seria usado pelo Su-57 a partir de sua baia de armas interna, para não prejudicar sua assinatura radar.

O motor Saturn Izdeliye 30 trará velocidade de cruzeiro supersônica (supercruise) ao Su-57. Seu maior empuxo em relação ao AL-41F1 (derivado do motor AL-41F-1S do Su-35), permitirá também que ele carregue uma carga de armas mais pesada.

Motor Saturn Izdeliye-30, uma de suas diferenças na parte externa, para a geração anterior, é a presença do serrilhado na tubeira direcional do motor. Outras características foram alteradas internamente.

No final de 2020, o primeiro Su-57 de série foi aceito nas Forças Aeroespaciais Russas. Até o final de 2024, os militares russos planejam receber mais 22 dessas aeronaves. A produção dos 76 caças deverá ser concluída em 2028. Os aviões serão distribuídos entre três regimentos de aviação. 

DEIXE UMA RESPOSTA