TAP

Com as novas restrições e o avanço do Coronavírus em Portugal, a TAP enfrentará uma grande queda na sua operação de voos em fevereiro, complicando ainda mais o processo de reestruturação da companhia.

De acordo com os dados mais recentes, a companhia terá uma redução de 93% na quantidade de voos operados em comparação com o mesmo período de 2019. A companhia praticamente vai manter somente algumas operações não regulares de voos de repatriação e carga.

A TAP já estava voando apenas 27% de sua capacidade total de assentos, antes da retomada das restrições.

Mesmo assim, a companhia enfrenta sérias restrições de entradas de estrangeiros e turistas em diversos países. Em muitos não há uma previsão de quando haverá uma abertura da fronteira aérea. Além disso, o próprio Governo de Portugal implementa restrições próprias.

O próprio Governo de Portugal declarou que os portugueses que moram em território nacional estão proibidos de efetuar qualquer tipo de viagem para outros países, até mesmo pelo mar.

O Estado de Emergência é ainda mais abrangente, e tem severas restrições de locomoção nas cidades do país.

 

Restrições no Brasil

TAP

Recentemente a companhia foi temporariamente proibida de operar voos regulares para o Brasil. A restrição está gerando um impacto para o financeiro da TAP bem grande, de acordo com a companhia.

Mesmo na crise e com a demanda reduzida, a TAP operava 26 voos entre o Brasil e Portugal por semana, atendendo oito destinos diferentes. Mas nesta última semana a companhia precisou cancelar todos os seus voos regulares, e agora faz operações somente de carga ou voos de repatriação, pelo menos pelos próximo dias.

“As rotas do Brasil e as suas conexões representam um importante volume das receitas para a TAP. Esta suspensão de voos de e para o Brasil vai ter um forte impacto na companhia, adiando a recuperação [do mercado]”, disse a TAP ao ECO.

Para a TAP essa operação de longa distância é vantajosa principalmente pelo valor da tarifa paga pelo cliente, e também pela carga transportada entre os dois países.

 

Voos que continuam sendo operados pela TAP

De acordo com a TAP, a companhia vai manter no início desse mês a ligação de voos internacionais para: Newark, Boston, Toronto, Madri, Barcelona, ​​Málaga, Valência, Amsterdã, Bruxelas, Genebra, Zurique, Luxemburgo, Paris, Nice, Toulouse, Marselha, Lyon, Milão, Roma, Bissau, Conakry, Dakar, Maputo, Praia, São Vicente e São Tomé e Príncipe.

Já nos voos nacionais, a TAP manterá voos regulares entre Lisboa, Porto, Madeira e Açores.

As ligações, no entanto, são operadas com frequência reduzida.