Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

Voando sob o callsign REMUS01, os B-1B 86-0110 e 86-0140 pousaram em Fairford nesta quarta-feira. Foto: Comando Europeu dos EUA.

Dois bombardeiros estratégicos supersônicos B-1B Lancer do 9th Expeditionary Bomb Squadron da Força Aérea dos EUA pousaram ontem (06) na base aérea de RAF Fairford, na Inglaterra.

As aeronaves e suas tripulações – que tem como sede a Base Aérea de Dyess nos EUA – chegaram junto com mais militares e materiais de apoio para executar a missão da Força Tarefa de Bombardeiros (BTF), há muito planejada. Esta é uma série de missões regularmente programadas pelo Comando Europeu (USEUCOM) e o Comando Estratégico dos Estados Unidos. 

Militares dos EUA e Reino Unido se cumprimentam após a chegada dos bombardeiros. Foto: Comando Europeu dos EUA.

Recentemente, três bombardeiros stealth B-2A Spirit foram enviados para o Aeroporto de Keflavík, na Islândia, onde também participaram de missões BTF. Tais missões são realizadas pelo EUCOM desde 2018 e consistem em rodízios com os B-1B, B-2A e B-52H Stratofortress e permitem que as tripulações de bombardeiros dos EUA se desloquem para bases aéreas desconhecidos, integrando-se a uma série de aliados e parceiros da coalizão a fim de aumentar a prontidão.

Confira no vídeo a chegada dos bombardeiros na base de Fairford, da Força Aérea Real Britânica. Segundo a USAF, as aeronaves foram escoltadas por caças da própria RAF. 

“As missões BTF amplificam nosso alcance de coalizão e projetam nosso poder aéreo coletivo em todos os teatros”, disse o General Jeff Harrigian, comandante das Forças Aéreas dos EUA na Europa/África. “Ao treinar e integrar nossos aliados e parceiros, estamos expandindo nossa capacidade de nos adaptarmos aos desafios e enfrentar os adversários no ambiente de segurança global.”

As missões estratégicas de bombardeiros nos teatros de operações da USAFE-AFAFRICA demonstram a capacidade única da USAF para desdobrar e integrar-se rapidamente com aliados da OTAN e parceiros da coalizão, ao mesmo tempo que fornece o treinamento necessário para a força combinada.

Veja mais: USAF completa aposentadoria de 17 bombardeiros supersônicos B-1B

Foto: Comando Europeu dos EUA.

DEIXE UMA RESPOSTA